13 de abril de 2021

Omar Aziz assina carta-proposta para implantação do Prosai-Maués

O governador Omar Aziz assinou a carta-proposta que será submetida à apreciação da Cofiex (Comissão de Financiamentos Externos), do Ministério do Planejamento, para implantação do Prosai/Maués (Programa de Saneamento Integrado de Maués)

O governador Omar Aziz assinou a carta-proposta que será submetida à apreciação da Cofiex (Comissão de Financiamentos Externos), do Ministério do Planejamento, para implantação do Prosai/Maués (Programa de Saneamento Integrado de Maués). A carta-proposta foi enviada esta semana pela Prefeitura de Maués ao Cofiex, organismo que aprova as aplicações de recursos internacionais no país. O Prosai-Maués deverá beneficiar aproximadamente 27 mil pessoas e demandar recursos na ordem de US$ 24,5 milhões, provenientes do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).
De acordo com o prefeito do município, Miguel Paiva Belexo, o aval do governador Omar Aziz é fundamental para a consolidação do projeto e a captação dos recursos necessários.
Com a implantação do programa, a expectativa é que Maués, a 267 km de Manaus, torne-se o primeiro município amazonense com 100% de saneamento. Miguel Paiva explica que a intenção, através do programa, é ampliar as obras da rede coletora do esgoto sanitário para a ETE (Estação de Tratamento de Efluentes); melhorar o sistema de distribuição de água, construindo novos poços e reservatórios; e urbanizar e recuperar os igarapés da cidade, como o Largo do Prata, Lagoa Ramalho Júnior/Donga Michiles e Lagoa da Maresia.

Cidade ganhará rede de tratamento de água

Embora a ETE de Maués tenha potencial para tratar todos os efluentes da cidade, é preciso ampliar em 77% a rede coletora do esgoto para a estação. A coleta da água proveniente do esgoto residencial passa por uma série de estágios até chegar à rede de tratamento. Durante o percurso da água existem, hoje, três estações elevatórias, equipadas com bombas elétricas para bombear a água. Isso é necessário, de acordo com o prefeito, porque a cidade é plana e em determinados momentos é preciso empurrar a água para continuar o percurso. Ao chegar à rede de tratamento, os resíduos e dejetos passam pelo processo de decantação e purificação. Todo esse sistema é realizado pelo Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), uma autarquia municipal que opera, mantém, conserva e explora os serviços públicos de água potável e de esgoto sanitário em todo município.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email