Obama dará explicações a Dilma pessoalmente

O encontro, informal, deverá ocorrer às margens da cúpula do G20, iniciada nesta quinta-feira em São Petersburgo, da qual ambos participam. Sua realização foi antecipada pelo assessor de segurança nacional Ben Rhodes, que admitiu entender “quão importante é o tema para os brasileiros”. É a primeira manifestação oficial da Casa Branca a respeito do esquema de espionagem sobre a presidente brasileira.
E é uma manifestação de compreensão pela irritação: “Nós entendemos a força do sentimento deles [brasileiros] a respeito do assunto”, disse Rhodes, para acrescentar:
“O que estamos fazendo é adotar uma visão abrangente de quais são exatamente as alegações [reveladas pelo jornalista Glenn Greenwald, a partir de dados vazados por Edward Snowden] e quais são os fatos, em termo das atividades da Agência Nacional de Segurança” [responsável pelo mega-esquema de espionagem que veio à tona].
O assessor de Obama disse também que a Casa Branca pretende trabalhar com o governo brasileiro para que “tenhamos um melhor entendimento de suas inquietações.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email