10 de abril de 2021

O tempo de atraso das dívidas são superiores

Quando analisado o tempo de atraso das dívidas, constatou-se que para 29% dos consumidores o prazo é de até 30 dias, enquanto que para 33% o período é de 30 a 60 dias.

Quando analisado o tempo de atraso das dívidas, constatou-se que para 29% dos consumidores o prazo é de até 30 dias, enquanto que para 33% o período é de 30 a 60 dias. Já para 15% o atraso é de 60 a 90 dias e para os outros 22%, o tempo de atraso das dívidas são superiores a 90 dias. Quanto aos motivos para a inadimplência, a falta de controle financeiro foi apontado por 37% dos consumidores, seguido pelo desemprego (27%). O cartão de crédito continua sendo o grande vilão das dívidas, segundo 47% dos consumidores, seguido pelos carnês (20%). Quando indagado sobre qual tipo de despesa mais afetou suas dívidas atuais, 16% apontaram os gastos com vestuários, seguidos por alimentação (13%) e eletrodomésticos (12%).

Análise
segmentada

No comparativo por sexo, os homens encontram-se mais endividados que as mulheres (49% e 47% respectivamente). Quando o assunto é inadimplência, os homens também estão à frente das mulheres (34% e 30% respectivamente).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email