13 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

O ser humano e a aplicação de tecnologias

Dois anos depois de ser atipicamente afetada pela epidemia, algumas novas tendências brotaram e as empresas tiveram que se afazer-se rapidamente. Se 2020 é um desafio e uma lição para empresas de primeira precisão, como produtos de saúde, medicamentos, alimentos, etc., e é a base para a continuidade do fornecimento, então a e-logística realmente “prosperará”. -O negócio.

Nesse procedimento de evolução, podemos notar uma grande aceleração do uso da tecnologia na cadeia de suprimentos e na área de logística. Por algum agente, as empresas que ainda não migraram suas operações e observaram o crescimento do mercado “digital” são obrigadas a utilizar ferramentas de mutação e fundação de novos processos, tais como: 

Big data – coleta e processa grandes quantidades de dados, melhora o desempenho operacional e avalia o que aconteceu e o impacto no processo em tempo real;

 5G e a Internet das Coisas – fornecem automação aprimorada e inteligência artificial. O uso do 5G, além de maior velocidade e baixa latência, também proporciona coleta e processamento de dados na chamada IIoT (Industrial Internet of Things) e sua evolução AIoT (Artificial Intelligence of the Internet of Things);

O tirocínio de máquina prevê o desempenho do mercado, as tendências do consumidor e as presciências de mudança por meio de um melhor mando de processo, definições aprimoradas, direções de rotas de transporte e maior eficiência. 

Veículos autônomos e drones – sistemas de direção automatizada operados por inteligência artificial tornaram-se uma realidade, usando veículos guiados automatizados (AGVs) para mover materiais e robôs colaborativos (Cobots) para auxiliar os operadores nas atividades e usar drones para contar fisicamente as atividades (Inventário) e o espaço monitoramento.

 E os “humanos” nessa nova cena? 

Essa realidade aumentou muito a coação sobre os profissionais da área da cadeia de suprimentos para entregar resultados que possam promover a redução de custos, aumentar a produtividade e aumentar a satisfação do cliente.

Portanto, é necessário acometer intensamente na formação e no desenvolvimento de aptidões que lhes permitam responder a essas necessidades de forma rápida e eficaz. Ampliando esse raciocínio, podemos ter certeza de que o sucesso de qualquer processo, melhoria e gestão da concorrência baseia-se no comprometimento, na participação e na motivação das pessoas.

Ampliando esse raciocínio, podemos ter certeza de que o sucesso de qualquer processo, melhoria e gestão da concorrência baseia-se no comprometimento, na participação e na motivação das pessoas. A aplicação de tecnologia traz inúmeros benefícios, mas o ser humano é parte fundamental para o sucesso da implementação e aplicação desses recursos nas diferentes áreas da organização.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email