3 de dezembro de 2021

De início, me esquivo de copiar ideias de “especialistas” sobre este tema. Penso que cabe a cada ser humano definir, cada qual à sua forma, o que seja, realmente, qualidade de vida. Muitos dizem que a tal qualidade de vida se refere a viver em cidades que possuam boa estrutura de locomoção, diversão e sistemas de saúde. Pois é. Isso exclui mais de 95% das cidades do mundo. Sim, isso mesmo. Vá em grandes capitais, mundo afora, que oferecem diversão em grande quantidade e variadas opções. E veja o tráfego delas. E, tomara que você não precise de hospitais públicos nestas capitais. Um dia, um amigo tentou me convencer a morar em determinada cidade do nosso Brasil, alegando que tal município era considerado umas das localidades com melhor qualidade de vida no país, pois possuía teatros, cinemas, bons hospitais e trânsito tranquilo. Pensei que o meu amigo estava comparando a tal cidade com São Paulo ou New York. Mas, eu nunca na vida entrei em fila para comprar ingresso para ir a teatro.

Já assisti muitas peças teatrais, no contexto de pacotes de viagens. E, qual a cidade de mais de um milhão de habitantes que tem bom tráfego? E quanto a bons hospitais, depende se for público ou se for privado. Não vou generalizar, mas, na minha escolha, um bom hospital é aquele que resolve o meu problema de saúde. Simples assim! E já completei 63 anos de vida. E com relação às pessoas que habitam em cidades do interior, bem pequenas, com a vida bucólica e pura? Ah, mas não tem shopping e nem acesso à Internet. E nem sinal de celular. E daí? A minha geração não nasceu com isso tudo e sobrevivemos muito bem. E, hoje, usamos sim. Mas, se nós não conhecêssemos, viveríamos do mesmo jeito. E bem. E as pessoas que moram em “colocações” (típico da nossa Amazônia).Elas vivem e muito bem. Sabe qual é o problema? Referências! Se todas as pessoas do nosso país, todas elas mesmo, vivessem com as tais facilidades do mundo moderno, creio que a maioria gostaria de aproveitar as benesses da tecnologia, porque nos dá um certo conforto e nos traz problemas que não teríamos no interior. Enfim ! Nada é perfeito. Que bom ! O mundo seria muito chato se tudo fosse perfeito. Defina o que é um mundo perfeito, antes de pensar nisso.

Eu não tenho ideia e nunca pensei nisso, de ser tudo perfeito. A qualidade de vida está em cada um de nós. E o mundo perfeito também. Tudo depende de como nós vemos a nossa vida. E se estamos satisfeitos com ela. Mas, se não tivermos na plenitude da satisfação, ora, vamos buscar esse objetivo. Com certeza, não cairá do céu. Dia desses, assisti uma palestra muito interessante sobre a vida moderna. E o palestrante tinha 24 anos. Pensei em apresentar argumentos contra algumas colocações dele. Mas, me calei. Não seria elegante discordar do palestrante, naquela ocasião. Mas, pensei, o que um garoto de 24 anos conhece tanto de vida para ensinar aos idosos? Na verdade, penso que ele não teve intenção de ensinar e sim, mostrar como ele vê a vida. Só isso. É o mesmo que ocorre com a definição de qualidade de vida. Veja a sua vida e pense se está boa ou ótima. Problemas? Todos temos. E daí? Tempo? Todos temos 24 horas no dia. Dinheiro? Bem, se você pode comprar uma Ferrari e deseja ter uma, compre. Caso contrário, não compre ou tente conseguir comprar um dia. Ou seja, apenas viva. E viva a sua vida. Não viva a vida dos outros. Isso é qualidade de vida: viver! Simples assim!

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email