16 de abril de 2021

O que a China pode oferecer nos negócios?

De acordo com o gerente, outra oportunidade para os empresários locais, é a de expor seus produtos e serviços durante a feira. “Além disso, eles poderão também importar produtos manufaturados”, disse o gerente executivo

Na próxima terça-feira, 9, empresários amazonenses poderão conhecer as oportunidades de negócios que o mercado chinês pode proporcionar, através do seminário sobre a Canton Fair (110ª Edição da China Importação e Exportação), que será promovido pela Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), através do CNI (Centro Internacional de Negócios do Amazonas). “Empresários de todos os segmentos poderão participar do seminário, pois a feira (Canton Fair) é multissetorial, e acontece em três etapas: Na primeira serão eletroeletrônicos, ferramentas, máquinas, peças, material de construção e outros; E na segunda serão bens de consumo, presentes, artigos de decoração do lar; Já na terceira serão artigos têxteis e vestuários, calçados, artigos de escritório, produtos de saúde, alimentação e outros”, explica o gerente executivo da CNI, José Marcelo de Castro.
Ele, que é responsável pelo seminário, conta que segmentos como construção civil, alimentos, bebidas, máquinas, equipamentos, informática e eletroeletrônicos são os destaques da feira internacional, que acontece em Guangzhou, na China, no dia 15 de outubro. “Empresários do mundo todo estarão no local, possibilitando um intercâmbio de negócios e proporcionando um conhecimento mais amplo sobre o mercado de exportação e importação”, destaca Castro.
De acordo com o gerente, outra oportunidade para os empresários locais, é a de expor seus produtos e serviços durante a feira. “Além disso, eles poderão também importar produtos manufaturados”, disse o gerente executivo, que considera a Canton Fair uma oportunidade para os comerciantes amazonenses alargarem as suas fronteiras de negócios para o comércio exterior.
Para Castro, a China é hoje um dos países que possui grande destaque na economia mundial. “E devido a isso ela tem conseguido exportar seus produtos para o todo o mundo, com preços bastante baixos, e isso a torna competitiva no mercado atual. Aqui no Amazonas há muitos produtos de lá, não é difícil de encontrar, mas eles também têm investido bastante no Estado através das empresas do PIM (Polo Industrial de Manaus) que possuem origem chinesa”, ressaltou.
Segundo Gaitano Antonaccio, presidente da ACA (Associação Comercial do Amazonas), a feira internacional, considerada a maior do país, é uma chance de negociar com o mercado da china. “Nós já temos bons negócios com eles, mas através da feira, acredito que poderemos expandir ainda mais a relação comercial entre os dois países”, destacou o representante que também participará do seminário. Além dele, também estarão presentes o presidente da Fieam, Antonio Silva; o superitendente do Sebrae-AM (Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas do Amazonas), Nelson Rocha; o cônsul comercial da China no Brasil, Wang Qingyuan; e o diretor da Canton Fair, Wang Zhiping. As inscrições para o seminário são gratuitas e limitadas. Para mais informações: (92)3631-0907
No ano passado, houve a participação de 23 empresários do Estado do Rio de Janeiro e três de São Paulo na Canton Fair e foram gerados US$ 400 mil em negócios.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email