O menino que queria ser médico

Paraíba do Sul é uma cidadezinha, no Rio de Janeiro, com pouco mais de 44 mil habitantes (censo do IBGE de 2018), localizada bem na divisa com Minas Gerais. Seu nome homenageia o rio que a banha. Na cidade se encontra um túmulo com os restos mortais de Tiradentes. Foi lá, há 74 anos, em 30 de setembro de 1946, onde nasceu um menino que deixaria seu nome para a história como um dos grandes médicos do Amazonas: Luiz Fernando Sarmento Nicolau.

Os pais do pequeno Luiz Fernando eram Oscar Nicolau e Carmen Mariz Sarmento Nicolau. O menino cursou os antigos primário e ginasial na sua cidade e, adolescente, serviu ao Exército Brasileiro na ESG (Escola Superior de Guerra), na cidade do Rio de Janeiro. Quando, porém, chegou a hora de entrar para uma faculdade, Luiz Fernando resolveu ganhar novos ares. Interessado em cursar medicina, pesquisou e descobriu que a Ufam (Universidade Federal do Amazonas) era uma referência no curso de medicina, por isso não pensou duas vezes em vir para Manaus.

1968 foi um ano de efervescência juvenil e grandes transformações em várias partes do mundo. No Brasil não foi diferente. Nesse ano, Luiz Fernando, então com 22 anos, já estava em Manaus, ingressando na Faculdade de Medicina da Fundação Universidade do Amazonas, atual Ufam. Manaus passava ao largo da agitação política vivida no país, principalmente a partir daquele ano, com os universitários sendo observados de perto pelos órgãos de segurança. Nem televisão a cidade tinha.

Para se manter financeiramente, o rapaz lecionava em cursos pré-vestibulares e escolas públicas estaduais, e nos finais de semana ainda dirigia um táxi.

Cinco anos depois, em 1973, Luiz Fernando conquistou seu diploma de médico, especializando-se em neurocirurgia, e se tornando um dos pioneiros a atuar nessa área no Amazonas. É certo que ele já sonhava em ser muito mais do que um médico, um empresário da área de saúde, pois apenas três anos depois fundou o Pronto Socorro e Hospital dos Acidentados, localizado onde é o atual PSA (Pronto Socorro Adulto), Hospital Matriz da Samel, na av. Joaquim Nabuco. O empreendimento teve a parceria do médico do Trabalho, e amigo, Dr. Teodoro Rogério Ozores.

Médico, empresário e político

1985. Finalmente os militares decidem sair do poder e o país volta a respirar democracia. Eleições para cargos políticos retornam e Luiz Fernando, já com o seu hospital consolidado, então Samel, fundado em 20 de novembro de 1981, resolveu trilhar por um novo caminho, o da política, filiando-se ao PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) e elegendo-se deputado estadual constituinte, em 1986.

Em 1987 tornou-se vice-presidente da Assembleia Estadual Constituinte e, no ano seguinte foi eleito presidente da Casa, deixando esse cargo em 1988 mesmo para atender a um convite do então governador Amazonino Armando Mendes (1987-1990) e assumir a Secretaria de Saúde, de onde saiu, em 1989, voltando para a Assembleia e disputando nova eleição, sendo reeleito em 1990.

Em 1994 Luiz Fernando concorreu a uma vaga de deputado federal através de uma coligação formada pelo PMDB com o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) elegendo-se como o candidato mais votado daquele pleito, com 68.614 votos. Em 1998, nova reeleição para a Câmara Federal.

Em 2000, ainda como deputado federal, Luiz Fernando trabalhou para a eleição vitoriosa do filho Ricardo Nicolau a vereador. Atualmente Ricardo Nicolau está em seu quinto mandato de deputado estadual, e Hiram Nicolau, outro dos sete filhos de Luiz Fernando, é vereador. Em 2002, como suplente, Luiz Fernando assumiu pela terceira vez, e por apenas um ano, a cadeira de deputado federal.

Em 2016 o médico/empresário/político recebeu o título de Cidadão do Amazonas, concedido pela Assembleia Legislativa e, em 2018, então com 76 anos, lhe acendeu o último lampejo político. Mais uma vez Luiz Fernando se candidatou a deputado federal, agora pelo PSDB. Apesar de ter conseguido uma boa votação, 65.212 votos, não foi suficiente para a sua eleição, finalizando ali sua carreira política.

Legado para a cidade

No próximo ano, em 20 de novembro, a Samel completará 40 anos e, nessas quatro décadas, só evoluiu. Atualmente os hospitais Samel dispõem de 45 especialidades médicas, 250 leitos e mais de 90 mil clientes. Os herdeiros de Luiz Fernando Nicolau ainda administram a Fundação Sociedade Pró-Saúde, um grupo de clínicas localizadas em várias zonas da cidade que oferecem atendimento médico ambulatorial e exames a um custo acessível à população manauara.

Zaira Nicolau foi a única dos filhos que seguiu os passos do pai e se tornou médica, especializando-se em oftalmologia. Ricardo Nicolau falou sobre o legado deixado pelo pai para Manaus e o Amazonas.

“A trajetória do médico neurocirurgião Luiz Fernando Nicolau na cidade de Manaus foi repleta de muito trabalho e grandes conquistas. Em seu legado, Luiz Fernando deixou grandes empreendimentos voltados para a manutenção da saúde: o Grupo Samel, formado por três hospitais (Hospital Matriz, Hospital Oscar Nicolau e Hospital Samel Boulevard) e um que está em construção situado no bairro Aleixo; três centros médicos (Centro Médico Getúlio Vargas, Centro Médico São José e Centro Médico Via Norte); e uma operadora de planos de saúde que conta com mais de 90 mil clientes, além da Fundação Sociedade Pró-Saúde administrados, atualmente, pelo filho Luis Alberto Saldanha Nicolau, e pelo neto Luiz Fernando Nicolau Neto, filho de seu filho mais velho, Luiz Fernando Nicolau Filho.

Em 2020, diante do atual cenário da pandemia de covid-19, Luiz Fernando Nicolau participou ativamente, ao lado de seus filhos Luis Alberto Nicolau e Ricardo Nicolau, da tomada de decisões que levaram a Samel a se tornar uma das principais empresas genuinamente amazonenses que ajudaram gratuitamente a população do Estado no tratamento do novo coronavírus, participando, inclusive, de vídeos informativos que foram publicados nas redes sociais do grupo”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email