24 de fevereiro de 2021

O drama do oxigênio no amazonas

Uma rede de solidariedade foi criada em todo Brasil para tentar fazer chegar oxigênio a Manaus. Artistas, jogadores de futebol, políticos e celebridades se engajaram, mas o apresentador Luciano Huck deu o alerta: cilindros não resolvem. De fato, o que o Amazonas precisa é de grandes volumes, que precisam ser produzidos em mini-usinas ou transportados em tonéis que exigem aviões específicos. O maior cargueiro das Forças Armadas, por exemplo, está nos Estados Unidos. Outro ponto fundamental: transportar cilindros exige uma logística cuidadosa. Uma simples fagulha pode transformar essa peça em um míssil e derrubar a própria aeronave. Este é o maior drama e a causa de todos os transtornos, como por exemplo a apreensão de oxigênio em empresas privadas, que acabam deixando de atender uma clientela que não tem mais para onde apelar. A tendência é que essa crise dure pelo menos mais uma semana, o que pode ceifar mais vidas.

DOAÇÕES

doações
Divulgação

O Comitê de Resposta Rápida de Enfrentamento da Covid-19, formado pelo Governo do Estado, em parceria com o Município e o Governo Federal, estabeleceu um canal para concentrar as doações de oxigênio para as unidades de saúde do Amazonas. O grupo, formado por profissionais da Casa Civil, da Secretaria de Estado de Saúde e da Defesa Civil do Amazonas, tem o objetivo de agilizar a logística para garantir o abastecimento.

NÚMEROS

Empresas e pessoas físicas, de Manaus ou de outros estados do Brasil, interessadas em doar oxigênio para o Estado, podem obter informações junto aos seguintes contatos: (92) 99220-2712, (92) 99455-2001, (92) 99182-8974. A partir de então, servidores da Casa Civil irão atuar na articulação de recebimento e entrega desses donativos para os hospitais da rede pública estadual. 

MAIS NÚMEROS

Nos últimos dias, a Secretaria de Saúde também passou a ser procurada para doações de outros materiais. Neste caso, os interessados podem articular a entrega por meio do telefone (92) 98233-4555 ou diretamente na Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), localizada na avenida Duque de Caxias, 1.998, bairro Praça 14.

ALÍVIO

Na manhã desta sexta-feira (15), quatro hospitais da rede pública em Manaus foram abastecidos com uma nova remessa de cilindros de oxigênio obtidos pelo Governo do Amazonas. Ao todo, 100 cilindros foram distribuídos entre as unidades Fundação de Medicina Tropical, Hospital Universitário Francisca Mendes, Hospital Universitário Getúlio Vargas e Fundação Cecon. 

TRANSFERÊNCIA

Seguindo o processo de transferência de pacientes com Covid-19 para outros estados, o Governo do Amazonas montou uma força-tarefa de assistência social para atender os familiares das pessoas que receberão o tratamento fora do Amazonas. Na manhã desta sexta-feira (15), nove pacientes embarcaram para Teresina, no Piauí. O grupo foi o primeiro dos 235 que serão enviados para outras cinco cidades.

PATRULHA

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Consumidor, definiu estratégias para fiscalizar em empresas que atuam diretamente com produtos utilizados no combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A decisão foi tomada após a Especializada receber inúmeras denúncias a respeito do frequente aumento dos valores dos insumos.

TEM ESTOQUE

david
Dhyeizo Lemos

prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), reafirmou que o município tem oxigênio suficiente para atender a central do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, a maternidade Moura Tapajóz e a Fundação Dr. Thomas e que mais de 6 mil metros cúbicos chegarão ainda nesta sexta-feira, 15/1, para atender o município.

BOA NOVA

Uma rede solidária composta por diversos estados do Brasil tem viabilizado o atendimento a pacientes do Amazonas acometidos pela Covid-19. O apoio é uma resposta ao ofício encaminhado pelo governador Wilson Lima (PSC) a todos os chefes de estado do País, no último dia 10 de janeiro, solicitando auxílio diante da crise sem precedentes pela qual passa o Amazonas, ocasionada pela pandemia do coronavírus. As unidades de saúde de Manaus estão sobrecarregadas e sofrem com a escassez de oxigênio devido ao aumento da demanda nos últimos 15 dias.

FRASES

aprovação

“Nós fizemos a nossa parte.” Jair Bolsonaro (sem partido), presidente da República, se eximindo de responsabilidade sobre a crise no Amazonas

“O que está acontecendo em Manaus serve de alerta para o mundo.” Mike Ryan, diretor da Organização Mundial de Saúde

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email