Se época natalina é para se falar de amor, então vamos falar e ler sobre o amor. Por isso a socióloga e jornalista Rebeca Beatriz resolveu lançar seu primeiro livro ‘Devaneio: Amores vividos, histórias inventadas’ às vésperas do Natal, no dia 21, sábado à tarde, na Biblioteca Pública do Amazonas.

“O livro foi escrito para todas as pessoas que possuem coração. Se você já se decepcionou em um relacionamento, se já amou de verdade ou sonha encontrar um grande amor, este livro foi feito especialmente para você. ‘Devaneio’ também tem a proposta de cultivar o amor-próprio, vai te ensinar que é necessário amar a própria companhia, gostar mais de si mesmo. Quando você está em paz consigo, o Universo conspira a seu favor. Então se você gosta de tudo isso, este livro é pra você”, explicou. 

Publicado pela editora Ladari, ‘Devaneio: Amores vividos, histórias inventadas’ foi lançado na Bienal do Rio de Janeiro e agora chega para os leitores manauaras.

O evento é aberto a todos os amantes da boa leitura e terá sessão de autógrafos e bate-papo com a autora. Além disso, atrações musicais como a cantora Bel Martine e o cantor Bruno Rodriguez, que recentemente participaram da Semana de Música Internacional, em São Paulo, também subirão ao palco, unindo música e literatura com suas canções que vão desde o folk ao MPB.

Para quem gosta de música clássica, durante o lançamento haverá também a participação da banda Perfect Strings. O trio é composto por Angelison Bandeira (violão), Neuriane Soares (piano) e Nícolas Soares (violino).

Sobre o amor

“Escolhi a palavra ‘Devaneio’ porque a proposta do livro é incentivar a reflexão e a auto-reflexão. Os textos estão muito ligados aos pensamentos, às ilusões que a consciência cria e até mesmo ao ato de sonhar. ‘Amores vividos, histórias inventadas’ porque alguns amores narrados no livro eu realmente vivi, são experiências minhas, mas também há histórias inventadas. A ideia é criar um meio termo, uma transição entre realidade e fantasia”, disse.

Rebeca Beatriz começou a escrever aos 14 anos, mas só passou a compartilhar seus escritos a partir dos 22 anos. Hoje, aos 26, é socióloga e jornalista atuante e, paralelamente, costuma escrever para sites e blogs sobre amor e relacionamentos.

“O amor é a força que move a vida. É a força que move os sonhos, seja o amor por alguém ou pelos seus sonhos. O amor deve ser pauta, deve ser assunto, deve ser roteiro de livro e de filme. E apesar de todas as poesias escritas, todas as teses, definições e canções, nunca iremos conseguir esgotar o sentido dessa palavra. Ou o sentido desse sentimento”, afirmou.

‘Devaneio: Amores vividos, histórias inventadas’ é uma obra que reúne contos sobre o amor, a dor, a perda e a superação. O livro é um diálogo sobre vontades, sejam elas adormecidas ou escancaradas, além de pensamentos, anseios e ilusões que todos nós estamos sujeitos a viver. Em resumo, a coletânea é um esboço de sonhos, expectativas, medos e armadilhas construídas pela própria consciência humana.

“Diria que é algo muito equilibrado entre a ficção e os fatos. O processo de criação é aleatório. Às vezes, a inspiração surge de algo que eu vivenciei, de experiências minhas. Outras, de um filme, de um livro ou de histórias que me contaram. Varia bastante, criando uma linha tênue entre o que é fato e o que é ficção”, falou.

Do blog para o livro

Se antes autores renomados como Machado de Assis, José de Alencar e Carlos Drummond, além de vários outros extraíam posteriormente seus livros dos escritos publicados em jornais, em tempos de internet, o livro de Rebeca surgiu a partir do que ela escrevia no seu blog.

“Comecei a escrever primeiro porque eu lia bastante, mas nem sempre ficava feliz com os finais que lia nos livros. Então resolvi escrever meus próprios finais. Começar novas histórias, do meu jeito. Sem menosprezar o trabalho dos autores, claro, mas apenas para esgotar as possibilidades. Além disso, muitas coisas eu não tinha coragem de dizer em voz alta, então escrevia, encontrando na escrita uma rota de fuga”, lembrou.

“Criei um blog, mas sem pretensão de que ele se tornasse um livro posteriormente, porém, as pessoas começaram a acompanhar, compartilhar e deram a ideia do livro, por isso resolvi apostar”, revelou.

E se quem lança o primeiro livro, quer partir para o segundo, com Rebeca não é diferente.

“Tenho projetos futuros de escrever outros livros, mas neste momento quero me dedicar apenas aos devaneios”, concluiu.

Serviço

O que: Lançamento do livro ‘Devaneio: Amores vividos, histórias inventadas’, de Rebeca Beatriz

Onde: Biblioteca Pública do Amazonas

Rua Barroso, 57, Centro

Quando: Dia 21, sábado, das 16h às 19h

Informações: 9 9159-3258

 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email