Números da indústria automotiva despencam 90%

A Anfavea, associação que congrega as montadoras brasileiras, divulgou hoje os resultados da indústria em março, já com forte contaminação da crise da Covid-19 nas últimas duas semanas do mês. Depois de duas semanas de forte atividade no mercado interno, que apontavam para um robusto crescimento, a paralisação gradativa do comércio e das fábricas na segunda quinzena resultou em queda de quase 90% nas atividades do setor.

“Tivemos dois momentos bem distintos em março. Até o começo da segunda quinzena, as vendas estavam em alta, com crescimento de 9% no acumulado do ano, em relação ao ano passado. Mas o avanço da pandemia em nosso país foi provocando a interrupção das atividades nas fábricas e nas concessionárias, fazendo com que fechássemos o mês com queda de 8% no acumulado do ano”, explicou Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea.

De acordo com o dirigente, mais preocupante é verificar que as vendas despencaram quase 90% das primeiras semanas para as duas últimas, o que projeta um resultado altamente preocupante para abril. “O momento é de priorizar a saúde da população, e todas as nossas associadas estão dando sua contribuição no combate ao coronavírus, seja reparando respiradores, seja produzindo e doando máscaras, ou mesmo cedendo suas frotas vários para as mais diversas finalidades. Mas também é hora de uma conscientização de todas as esferas do governo, bancos e sociedade para criar mecanismos que permitam à cadeia automotiva atravessar esse período de retração com a preservação das empresas e dos empregos”, alertou Moraes.

Audi Q3 retorna totalmente renovado para enfrentar os rivais

Crédito: Divulgação

Poucos modelos evoluíram tanto de uma geração para outra quanto o Audi Q3 . Isso nem chega a ser um ato louvável por parte do novo modelo, uma vez que o anterior se mostrava um tanto quanto defasado e simples para a categoria. Quem tem bala para gastar em SUV premium sempre está antenado com o que há de mais moderno, e o antigo Q3 nacional passava longe disso.

Agora fabricado na Hungria, temos um SUV montado sobre a plataforma global MQB do Grupo Volkswagen. Isso significa que todos os atributos – que já conhecemos em Tiguan, Jetta e A3 – se repetem no modelo. A posição de dirigir é levemente mais baixa, priorizando uma ergonomia mais esportiva. Da mesma forma, há um grande cluster 100% digital à frente do motorista, além da central multimídia completamente nova.

Preços e versões

Para o nosso primeiro contato no dia a dia, a Audi optou pela versão Black de R$ 209.990, a mais cara. Abaixo do Q3 Black, estão as versões Prestige (R$ 179.990) e Prestige Plus (R$ 189.990). Para as três versões, a Audi disponibiliza apenas um motor: o famigerado 1.4 turbo de 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque, sempre aliado ao câmbio automático de seis velocidades. Essa configuração não é vendida na Europa, sendo montada na Hungria para abastecer exclusivamente o mercado latino-americano.

O motor 1.4 TSI da Volkswagen já é o velho conhecido do mercado brasileiro. É o mesmo propulsor que já equipou o Golf, e hoje marca presença em Jetta, T-Cross, A3 e Tiguan.

Fiat Mobi deixa de ter versões com motor de três cilindros

Crédito: Divulgação

A Fiat reduz as versões disponíveis da linha do subcompacto Mobi ao tirar de linha as que vinham com o mais eficiente e moderno motor Fire Fly 1.0, de três cilindros. Então, sobraram apenas duas opções, ambas com o já antiquado Fire Evo 1.0: a mais em conta Easy tem preço sugerido de R$ 34.990 e a Like, que parte de R$ 41.190. Conforme a fabricante, a mudança se deve a uma adequação pela demanda de mercado.

No caso da versão Easy, o Fiat Mobi conta apenas com direção hidráulica, ancoragem para cadeiras infantis ISOFIX e rodas de aço de aro 13 com calotas, entre os principais itens de série. Como opcionais, a marca oferece o pacote de R$ 2.240 com limpador e desembaçador traseiro, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas e pré-disposição para som. Além disso, também é possível levar desembaçador com ar-quente por mais R$ 690.

Se optar pelo Fiat Mobi Like, o carro passa a vir um pouco mais bem equipado. Portanto, conta com itens como ar-condicionado, rodas de aço de aro 14 com calotas, vidros dianteiros elétricos, , travas elétricas e banco traseiro rebatível. Se quiser adicionar opcionais, há como optar pelo pacote com rádio com função Bluetooth e principais comandos no volante, por R$ 1.620.

Fonte: Lilian D´Araujo

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email