16 de abril de 2021

Número de dívidas acima de R$ 5 mil quadruplicou em nove anos

O número de brasileiros com dívidas acima de R$ 5.000 em instituições financeiras aumentou 339% entre 2002 e 2011. Segundo dados do Banco Central, em 2002, os devedores eram 7,4 milhões

O número de brasileiros com dívidas acima de R$ 5.000 em instituições financeiras aumentou 339% entre 2002 e 2011. Segundo dados do Banco Central, em 2002, os devedores eram 7,4 milhões. Em 2011, esse número passou para 32,5 milhões.
No mesmo período, o número de clientes de bancos cresceu de 87,6 milhões para 161,8 milhões, ou seja, 84%. Já os clientes com contas bancárias aumentaram 62%, ao passarem de 55,7 milhões em 2002 para 90,7 milhões em 2011.
Segundo o diretor de Administração do Banco Central, Altamir Lopes, os dados mostram que a estabilidade econômica do país proporcionou um aumento do acesso da população às instituições financeiras, mas também elevou o número de devedores.
Para ele, é preciso que os brasileiros tenham mais informações sobre finanças pessoais. Lopes avalia como de extrema importância a Estratégia Nacional de Educação Financeira, lançada hoje, e que pretende ensinar crianças, jovens e adultos a lidar com temas como crédito, investimentos e poupança.
“A gente vem passando por um processo de consolidação da estabilidade macroeconômica, com uma difusão muito grande de instrumentos de investimentos. O crédito também está bastante difuso e fácil. Tudo isso faz com que você tenha uma inclusão financeira muito grande, associado a um processo de mobilidade social intenso. A educação financeira é importante para passar à sociedade informações relacionadas, por exemplo, ao crédito. Você tem uma gama enorme de modalidades de crédito, que, muitas vezes, o cidadão desconhece”, disse Altamir Lopes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email