Novos ataques à ZFM e a “cara de paisagem” de uma bancada federal inútil

Um movimento coordenado pelo senador Romero Jucá (PMDB/RR), com o apoio do forte Estado do Rio de Janeiro, desanca a Zona Franca de Manaus e pede a extensão do prazo para implantação das ZPEs (Zonas de Processamento de Exportação) nos Estados de Roraima, Rondônia e Amapá.
Se por um lado ninguém pode negar o direito desses Estados reclamarem benefícios e mecanismos para impulsionarem seus projetos de desenvolvimento econômico, por outro urge protestar contra a incapacidade da bancada federal amazonense para negociar com nossos irmãos nortistas, antigos parceiros da ZFM e que se cansaram de viver à sombra do modelo.
Jucá e seus liderados articulam, junto ao governo federal, apoio logístico aos governos locais para financiamento da infraestrutura necessária à implantação das áreas de livre comércio, nos moldes e nas mesmas condições da ZFM.
De acordo com o poder de fogo do movimento, inclusive por conta do excelente relacionamento de Jucá com o presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), as ZPEs podem avançar sobre a ZFM, acusada de ser hoje um modelo concentrador dos processos industriais do Norte unicamente na cidade de Manaus.
O pior de tudo é o silêncio e a total letargia de senadores e deputados federais amazonenses no Congresso. Eles não tiram o “pipo” da boca e, com certeza, esperam que o governador Omar Aziz tome iniciativa e vá outra vez à Brasília se queixar à presidente da República, Dilma Rousseff. Eles não têm voz nem juízo. Pobre ZFM.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email