Novo hotel no Centro é inaugurado

De olho no fim da pandemia e no retorno dos turistas a Manaus, a empresária Cláudia Mendonça acaba de inaugurar mais um hotel no Centro, o Casa dos Frades. Ela já tem o Boutique Hotel Casa Teatro, a Casa JG (um espaço para eventos) e a Casa Perpétua.

“Todos eu coloco a palavra ‘casa’ porque quero que as pessoas se sintam em casa quando estiverem desfrutando destes espaços”, explicou.

Além do empreendimento em si, Cláudia restaura prédios históricos. Na Casa JC morou o empresário JG Araújo, e a Casa Perpétua foi a residência do desembargador Raimundo Vidal Pessoa. Ambos os imóveis estavam abandonados.

Este hotel de agora, inaugurado em 31 de maio, ainda tem mais uma curiosidade. Localizado ao lado da igreja de São Sebastião, o prédio era o convento dos frades capuchinhos e as suítes do hotel, suas celas.

O hotel tem 25 suítes que um dia, quando ainda eram celas, foram ocupadas pelos religiosos. Como hoje eles se encontram residindo em outros lugares da cidade, os espaços ficaram ociosos, então Cláudia fez a proposta aos dirigentes da ordem, de transformar o convento num hotel, e eles aceitaram. A Casa dos Frades é ideal para o hóspede católico, ou admirador da religião, principalmente porque os capuchinhos deixaram, para servir de decoração e admiração, inúmeras peças da ordem, espalhadas pelos três andares do prédio. Logo na entrada, afixados na parede, cinco antigos badalos dos sinos da igreja. Cláudia, como acontece nos seus outros estabelecimentos, ainda enriqueceu os ambientes com decoração regional. Também na entrada, uma canoa, em pé, foi transformada em estante para vasos com plantas, e dois imensos cacuris, em cadeiras.

Badalos seculares dos sinos da igreja – Foto: Divulgação

Religiosidade por todo lado

Quem gosta de antiguidades, com certeza vai ficar maravilhado com a quantidade de móveis antigos, alguns seculares, espalhados em espaços nos três andares do hotel, mesas, cadeiras, escrivaninhas, poltronas, utilizadas, um dia, pelos frades.

Logo após a recepção, uma área externa ao lado de um bar onde o hóspede pode relaxar num happy hour. Detalhe: um elevador serve aos três andares.

No final da escada para o primeiro andar, a primeira surpresa. Um Cristo esculpido em pedra e uma cadeira ao lado. Numa placa, na parede, está escrito: sente aqui e fale com Jesus. Próximo, um confessionário daqueles mesmo que encontramos nas igrejas, mas quem tem pecados não precisa se preocupar porque ele é apenas decorativo. Para completar, máquinas de fazer hóstias.

Sente aqui e fale com Jesus – Foto: Divulgação

“Temos três tipos de suítes: single, duplo e quádruplo, dispostas ao longo dos três andares”, explicou a gerente Patrícia Sarmento.

Cada suíte tem uma Bíblia sobre a mesa, ou seja, até um ateu que se hospedar na Casa dos Frades pode se tornar religioso.

No segundo andar, entre outras peças religiosas, a famosa Oração de São Francisco, de quem os capuchinhos são seguidores, num quadro na parede. O que, também, poderá ser visto em todos os quartos e corredores são inúmeros quadros de artistas amazonenses, mais um toque decorativo de Cláudia Mendonça.

Chegando ao terceiro andar, outro espaço para um tranquilo happy hour, o Jardim das Marias, área aberta com cadeiras e mesas. Nesse mesmo andar, um imenso salão no qual Cláudia ainda está decidindo o que irá funcionar, esconde estantes com grande quantidade de livros, outras com cálices sagrados e esplêndidas coroas de Nossa Senhora.

Jardim das Marias, para um happy hour – Foto: Divulgação

Campeão em desafios

“A melhor das suítes é a Suíte Papa, no terceiro andar. Desta suíte se vê o Largo de São Sebastião inteiro, o Centro de Manaus, ao fundo, e o Teatro Amazonas. Seis suítes são de frente para a praça”, informou Patrícia.

Encerrando o tour na Casa dos Frades, o térreo, bem ao lado da torre da igreja, onde irá funcionar o restaurante.

“Vamos inaugurar este espaço no Dia dos Namorados, com um jantar romântico. As reservas já podem ser feitas”, avisou.

Cláudia lembrou que só com a graça de Deus conseguiu levar adiante o projeto da Casa dos Frades.

“Eu fechei contrato com os frades em janeiro do ano passado, e logo depois tudo fechou por causa da pandemia, mas mesmo assim fomos ‘tocando’ a obra que durou um ano e dois meses. Algumas celas não tinham banheiro, então construímos. Mudamos os pisos, colocamos os boxes. Foi muito trabalho. Esse meu empreendimento foi o campeão em desafios”, destacou a empresária.

No auge da crise de falta de oxigênio, em Manaus, em janeiro deste ano, a Casa dos Frades recebeu seus primeiros hóspedes, um grupo de médicos do Médicos Sem Fronteira, que ocupou suas dependências entre janeiro e fevereiro.

Desde o dia 31 de maio, quando o hotel foi inaugurado oficialmente, os hóspedes ‘normais’ começaram a chegar.

“Estou criando uma estrutura turística no Centro, visando hóspedes não convencionais, que buscam viagens de experiência”, finalizou Cláudia.

Reservas para o jantar romântico do Dia dos Namorados: 9 9122-1104.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email