27 de maio de 2022

Proibido funcionamento de bares com música ao vivo em Novo Airão

Prefeitura de Novo Airão divulgou imagem para convencer população a ficar em casa/Crédito: Divulgação

O prefeito de Novo Airão, Frederico Paes Júnior (PSC), decidiu ampliar as restrições no município a fim de conter o avanço da covid-19. Ele determinou a suspensão temporária do funcionamento de todos os setores administrativos por 15 dias. A medida entrou em vigor na terça-feira (25). A Prefeitura também decretou a suspensão de todos os eventos públicos municipais e a proibição do funcionamento de bares com som ao vivo e a lotação superior a 50% da capacidade de atendimento. “Diante dos números registrados, somos obrigados a adotar medidas mais restritivas para segurar o avanço da doença e proteger a população”, justificou o prefeito.

O município registrou 120 casos de infecções, do dia 24 para 25, e 65 nas últimas 24 horas (25 para 26). O memorando circular, expedido pela Secretaria Municipal de Governo (Segov), estabeleceu a suspensão das atividades nas secretarias, setores, coordenadorias e gerencias no período de 25, de janeiro, a 9 de fevereiro.

O prefeito Frederico Júnior justifica que, de acordo com a Constituição Federal, a saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução dos riscos de doença e de outros agravos. O decreto mantém apenas expediente normal, mas sob a responsabilidade dos chefes, nos setores cujas atividades não possam ser suspensas em virtude de exigências técnicas, serviços essenciais ou por motivo de interesse público.

Quanto ao atendimento médico, o prefeito determinou, nesta semana, à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a abertura de processo para contratação de profissionais da área de saúde. As contrações, de enfermeiros e técnicos de enfermagem, têm o objetivo reforçar o quadro de funcionários das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e da Unidade Hospitalar do Município, que teve uma redução de 30%, com o afastamento de servidores em decorrência da doença. “Essas medidas precisam ser executadas para atendimento dos pacientes, sobretudo dos que não completaram o ciclo vacinal e apresentam maior vulnerabilidade ao risco de internação e, inclusive de morte”, preocupa-se o prefeito.

O prefeito também voltou a reforçar o apelo para que a população entenda a gravidade da situação e contribua para o bem-estar de todos, cumprindo as medidas preventivas e procurando os postos para vacinação. “Estamos determinando medidas necessárias para o combate contra a Covid-19. Inclusive com contratação de pessoal e compra de medicamentos. Mas, as pessoas precisam entender que essa doença é letal. Quem se nega a ser vacinado e não acata medidas preventivas, cria problemas para si mesmo e aos outros”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email