Novembro registra alta de 4,53%

Os preços recebidos pelo produtor paulista registraram alta de 4,53% no encerramento do mês de novembro, pelo índice quadrissemanal de preços recebidos pela agro­­­­­­­pecuária de São Paulo. O au­­mento foi puxado prin­­­ci­­­pal­­mente pela batata, que obteve um crescimento de 42,74%, o feijão, com alta de 39,61% e carne bovina, +14,99%.

O levantamento é do Instituto de Economia Agrícola, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Os produtos de origem ve­­­getal (IqPR-V) subiram 3,13% e os produtos de origem­ ani­­­mal (IqPR-A) tiveram ex­­­­­pres­­siva alta de 7,42%, puxa­­dos pe­­­lo aumento, principalmente no preço da carne bovina.

Os produtos que apresentaram variação negativa nas cotações em novembro são: tomate para mesa (62,16%), ba­­­­­­nana nanica (18,28%), trigo (4,37%). No geral, os preços da batata e do feijão são decorrentes da pouca oferta dos produtos durante esta épo­­­ca do ano, em virtude da estia­­­gem prolongada que prejudi­­cou a produção.

No caso do feijão mais espe­cificamente, também ocorreu diminuição de área plantada devido aos baixos preços praticados na safra passada.

Em comparação com no­vem­­­­­bro do ano passado, os au­­­men­­­tos nos preços do feijão e da batata foram, respecti­­va­men­­­te, de 167% e de 240%; ou seja, a batata mais que triplicou o seu valor e o feijão qua­­­­se triplicou o valor.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email