Nova versão possui trem de pouso retrátil

A TAM Aviação Executiva, que representa a Bell Helicopter no mercado brasileiro, apresenta a versão do Bell 429 com trem de pouso retrátil. Certificado pelo FAA e pela EASA, em 2009, e pela ANAC, em 2010, o Bell 429 é o mais avançado helicóptero bi-turbina leve do mundo e estabelece um novo parâmetro para a categoria. Oferece velocidade e alcance excepcionais, alta performance no voo pairado, maior margem de segurança e agora incorporou versão com trem de pouso retrátil, atendendo ao segmento de mercado que considera as rodas um equipamento imprescindível para suas operações.
O Bell 429 é o primeiro helicóptero do mundo certificado para WAAS, sistema de aproximação de pouso vertical em piloto automático. Outro segredo do 429 é a sua plataforma de aviônicos full glass cockpit. Com telas digitais de LCD de última geração já na versão standard, a aeronave possui os painéis de ponta, com piloto automático de quatro eixos (opcional) e homologação para voar por instrumentos com apenas um piloto (single pilot IFR).
O modelo possui a maior cabine da categoria, acomodando com conforto um piloto e sete passageiros. A configuração de assentos pode ser disposta em club-seating ou airliner (todos os assentos voltados para frente). Devido às suas qualidades e seu preço de aquisição e operação, o Bell 429 se tornou líder de vendas no Brasil.
Recentemente, o modelo recebeu certificação exclusiva da ANAC para operar com peso máximo de decolagem (MTOW) de 7500 Ibs (3402 kg), o que elevou sua capacidade de carga se destacando das outras aeronaves de sua categoria, que são limitadas a 7000 lbs (3175 kg).
“Neste ano cheio de novidades nos produtos Textron (Bell e Cessna), esta é mais uma para os clientes brasileiros. Com opção de trem de pouso retrátil, o Bell 429 vai ao encontro da demanda de uma fatia do mercado, sempre buscando superar as expectativas dos clientes. Agora, o Bell 429 atende ainda mais a todos os tipos de missões”, afirma Leonardo Fiuza, diretor de vendas da TAM Aviação Executiva.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email