Nova Fiat Strada ganha série especial

Lançada no final de junho, a nova Fiat Strada acaba de ganhar a sua primeira série especial. Batizada de Opening Edition, a edição limitada a 250 unidades chega custando R$ 92.290 e aposta em novos detalhes de acabamento, equipamentos, e em um kit de boas vindas para o comprador.

Baseada na versão de topo Volcano e sempre com a carroceria na cor Branco Alaska, a Fiat Strada Opening Edition traz estribos laterais, retrovisores com capa em preto brilhante, soleira em vinil, engate de reboque e um divisor de carga na caçamba, além dos habituais adesivos e logotipos com o nome da série especial. Internamente, a picape se destaca pela cor prata na costura e em detalhes do volante, pedaleiras e coifa do câmbio, pelo logotipo numerado e pelos tapetes de carpete com porta borda em vinil e pesponto prata.

Buggy elétrico brasileiro eiON na área

Novo modelo está próximo de entrar em produção

O primeiro buggy elétrico brasileiro está prestes a entrar em produção comercial. De acordo com a startup curitibana eiON, fundada em 2018 e que desenvolveu o modelo de mesmo nome, a empresa está finalizando a estruturação para a produção do veículo em escala comercial.

Apesar de o buggy eiON  ter sido projetado inicialmente para atender resorts e o ecoturismo, ele foi projetado para ser usado também em vias públicas. Com 3,35 m de comprimento e 1,795 m de largura e entre-eixos de 2,01 m, o iON é montado sobre uma plataforma própria e será capaz de levar até cinco ocupantes.

De acordo com o site do fabricante , serão três versões (Econômica, Padrão e Luxo), que vão se diferenciar principalmente pelos pacotes de bateria que garantem uma autonomia de cerca de 150, 250 e 500 km, respectivamente. Ainda segundo a eiON, apenas as células de íons de lítio usadas nas baterias não são de produção nacional.

Além de uma parceria com a fabricante catarinense de motores elétricos WEG, a eiON anunciou recentemente um acordo com a gaúcha FuelTech, empresa especialista no desenvolvimento de equipamentos eletrônicos para carros e que se tornou parceira da startup para o desenvolvimento de kits de conversão de modelos a combustão em elétricos.

BMW M 1000 RR é a primeira moto da divisão esportiva “M”

A BMW revelou na Europa a M 1000 RR, novo modelo baseado na superesportiva S 1000 RR e que chega para ser a primeira motocicleta da divisão BMW M, que era conhecida até então por produzir versões mais apimentadas apenas dos carros da marca alemã.

Na M 1000 RR, a BMW M fez várias modificações para melhorar ainda mais o rendimento. Além da troca do para-brisa, a moto ganhou pequenos apêndices aerodinâmicos na parte frontal da carenagem para aumentar a carga aerodinâmica sobre a roda dianteira, o que segundo a marca melhorou o equilíbrio em retas e curvas.

No chassi, as principais alterações foram concentradas no sistema de suspensão com geometria variável, que foi retrabalhada para que a M 1000 RR tenha um desempenho superior ao da “S” em pista. Os freios também são novos, com o desenvolvimento tendo sido infuenciado de maneira direta pelo conjunto utilizado nas BMW do Campeonato Mundial de Superbike.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email