Fidel Castro acusa Estados Unidos de “crime monstruoso’’
Fidel Castro, afastado formalmente do poder desde 18 de fevereiro, disse ontem que os Estados Unidos cometeram “um monstruoso crime’’ ao matar a sangue frio guerrilheiros colombianos no Equador. Disse também que o presidente equatoriano, Rafael Correa, tem provas suficientes para passar de acusado a acusador, segundo um artigo publicado ontem. “O imperialismo acaba de cometer um monstruoso crime no Equador’’, disse.
A acusação de Fidel contra os EUA se refere ao ataque levado a cabo por forças colombianas contra a guerrilha Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) em território equatoriano, no último sábado, que casou a morte de Raúl Reyes, um dos principais líderes da guerrilha, além outros membros do grupo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email