Norte recupera ritmo de contratações

Apesar da desaceleração no nível de emprego da construção civil no Norte registrada nos três primeiros do ano, o setor mostra recuperação no ritmo de contratações. Segundo levantamento do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV Projetos, no primeiro semestre deste ano, foram contratados 8,5 mil trabalhadores com carteira assinada, dos quais 4,3 mil foram empregados somente em junho.
O número, portanto, já está bem próximo à quantidade de postos de trabalho que o setor gerou no primeiro semestre de 2007, quando foram criadas 8,7 mil vagas, um dos melhores desempenhos semestrais da região desde 1995, quando a metodologia atual da pesquisa foi implementada.
Com as contratações realizadas de janeiro a junho, o estoque de trabalhadores da construção civil atingiu o patamar de 361,6 mil na região Norte. Na comparação com o total registrado no começo do ano, o avanço é de 8,9%. Já nos últimos 12 meses encerrados em junho, o crescimento desse estoque é de 17%. Na variação mensal, em junho, o índice avançou 4,3% sobre maio.
 No Brasil, o nível de emprego da construção civil bateu mais recordes e criou somente no primeiro semestre de 2008 mais vagas formais do que em todo o ano de 2007. De acordo com os dados do SindusCon-SP e da FGV Projetos, de janeiro a junho deste ano, o setor contratou 229 mil trabalhadores com carteira assinada em todo o país, uma alta de 106% em relação ao número de vagas geradas nos primeiros seis meses do ano passado, quando havia sido criados 111,1 mil novos postos de trabalho.
As novas 229 mil vagas preenchidas pelo setor este ano também já superam em 10,8% as 206,6 mil vagas criadas durante todo o ano de 2007. Com isso, o estoque de trabalhadores da construção civil atingiu o patamar de 2,063 milhões, um aumento de 12,4% sobre o total de empregados do setor em dezembro de 2007.Esses números já representam a maior alta do índice para o período desde 1995, quando foi adotada a metodologia de cálculo vigente para o estudo.
Em um ano, o avanço é de 18,6%. E junho também bateu recorde de vagas criadas em um único mês, com 43,7 mil novos postos, superando os 43,6 mil gerados em janeiro deste ano. “A construção civil deve crescer 10% neste ano, porque as obras já estão contratadas. Já em relação a 2009, a expectativa é de um crescimento menor, em função da elevação dos juros”, comentou o presidente do SindusCon-SP, João Claudio Robusti.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email