Nokia e Microsoft rumam para última chance para estabilizar crise

Microsoft e Nokia estão preparando sua melhor, e possivelmente última, tentativa de avançar com força no mercado de smartphones, atualmente dominado por Apple e aparelhos com o sistema operacional Android, do Google. Se os novos aparelhos Lumia não tiverem apelo entre consumidores quando forem revelados na próxima quarta-feira, isso pode implicar o fim para a Nokia e um sério golpe sobre as tentativas da Microsoft de recuperar sua posição no mercado de telefonia móvel, afirmaram analistas e investidores.
“As apostas são muito altas”, disse o analistas Michael Walkley, da Canaccord Genuity. “A Nokia está apostando tudo no Windows e se isso não tiver sucesso, o próximo passo pode ser fazer o que for melhor para os acionistas e isso poderá incluir a venda de ativos importantes ou venda da companhia toda.”
A fabricante finlandesa de celulares registrou mais de 3 bilhões de euros em prejuízos operacionais nos últimos 18 meses, o que forçou a empresa a cortar 10 mil empregos e a buscar vendas de ativos.
A participação da Nokia no mercado global de smartphones despencou de 50%, durante o auge da empresa, antes do lançamento do iPhone em 2007, para menos de 10 por cento.
Para a Microsoft, um bem sucedido lançamento da linha Lumia convenceria mais fabricantes de celulares e operadoras a apoiar seu sistema operacional, que é baseado no mesmo código que o futuro Windows 8 e promete performance mais rápida e tela que pode ser personalizada pelo usuário. Os celulares Windows capturaram apenas 3,7% do mercado global de smartphones, segundo a empresa de pesquisa Strategy Analytics.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email