15 de abril de 2021

Nicolau destaca empreendedorismo da CCE

Nicolau ressaltou a atuação e conduta desse empresário considerado como um dos maiores empreendedores do país, hoje, radicado no Distrito Industrial do Amazonas

Foi aprovada por unanimidade no plenário da ALE (Assembléia Legislativa do Estado), uma ‘Moção de Congratulação’ ao Grupo CCE, pelos seus 35 anos de fundação. A moção foi apresentada pelo deputado Ricardo Nicolau (PR), à Mesa Diretora, como forma de parabenizar a empresa na pessoa de seu diretor-presidente Isaac Sverner, hoje comprovada como uma das maiores empregadoras do Pólo Industrial de Manaus.

Nicolau ressaltou a atuação e conduta desse empresário considerado como um dos maiores empreendedores do país, hoje, radicado no Distrito Industrial do Amazonas motivo de orgulho para a sociedade amazonense, tendo em vista que essa empresa é responsável por 6% de todos os empregos gerados na ZFM (Zona Franca de Manaus), além de responder por cerca de 15% do setor eletro-eletrônico.

Participação nos lucros

De acordo com o parlamentar, nestes 35 anos, a empresa foi dotada de infra-estrutura moderna dando condições de trabalho a todos os funcionários com transporte gratuito, alimentação, assistência médica, educação infantil e assistência social, além da participação direta nos lucros da empresa.

Dentro desse processo afirmou que nos últimos cinco anos, a empresa distribuiu mais de 10 milhões de reais em títulos de participação. Nesse sentido declara Nicolau, “devemos ressaltar com todas letras o pioneirismo e a visão empresarial de Isaac Sverner que ao longo dos anos acreditou desde o primeiro momento em nosso Distrito Industrial como modelo de desenvolvimento”.

Para o deputado, o parque industrial da CCE é um exemplo de 290.000 m2 de desenvolvimento. Neles estão as montadoras de TVs, DVDs, aparelhos de som e fornos de microondas, além de outros eletroeletrônicos que são trabalhados de forma a não agridir a maior reserva natural do planeta.

Destacou ainda que a empresa investe continuamente em ações como tratamento de esgotos e efluentes, reutilizando a água e reciclando substâncias utilizadas na fabricação de seus produtos. “Somente em papel foram mais de 180 mil toneladas transformadas em 100 milhões de caixas para embalagens, mostrando que com grandes esforços adquire-se grandes resultados”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email