17 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Nextel investe US$ 100 mi para estender operações nas regiões Nordeste e Sudeste

Além dos US$ 100 milhões para financiar a primeira etapa da expansão no Nordeste, a empresa quer investir na ampliação da rede e aprimoramento dos serviços

Depois da atuação agressiva no leilão de 3G (terceira geração) de telefonia celular, que inflou os preços das licenças, a Nextel Telecomunicações expandirá suas operações para o Nordeste e completará a cobertura no Sudeste com o ingresso no mercado corporativo de Vitória, no Espírito Santo. Para isso, adicionará US$ 100 milhões ao orçamento, não revelado, programado para o Brasil neste ano. No ano passado, a empresa de comunicação móvel por rádio investiu US$ 330 milhões em ativo permanente (capex) no país, recursos que foram destinados, basicamente, ao aumento da capacidade da rede.
Os serviços da Nextel nas regiões de Salvador (BA), Recife (PE), Fortaleza (CE) e Vitória (ES) devem ser inaugurados no primeiro semestre de 2009. Hoje, a operadora tem presença em 225 cidades dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e também em Brasília.
Segundo o presidente da Nextel, Sergio Chaia, a expansão da rede não pára por aí. Além dos US$ 100 milhões para financiar a primeira etapa da expansão no Nordeste, a empresa quer investir na ampliação da rede e aprimoramento dos serviços. Isso sem falar no leilão da banda H, uma nova licença de 3G que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) quer licitar.
Chaia afirmou que a norte-americana NII Holdings, controladora da Nextel, vê o Brasil como o “motor do crescimento do grupo no futuro”. Neste ano, a NII Holdings vai investir US$ 850 milhões em suas operações na América Latina –Brasil, Argentina, México, Chile e Peru– cifra que já inclui os aportes para a expansão da cobertura em solo brasileiro.
“O crescimento da telefonia no Nordeste tem sido o dobro da média nacional e identificamos na região três mercados com grande potencial de adesão aos nossos serviços: logística, turismo e construção civil”, afirmou o executivo. O desempenho da Nextel nos últimos anos também foi vital para a decisão de investimento pelo controlador, observou Chaia. Sem detalhar números, ele afirmou que a base de assinantes da operadora cresceu 40% neste semestre, comparativamente aos seis meses iniciais de 2007, para mais de 1,5 milhão de assinantes empresariais –o correspondente a quase 30% de toda a base da NII Holdings. Com relação à receita, subiu 70%, em dólares, no mesmo intervalo, em parte influenciada pela depreciação da moeda norte-americana frente ao real.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email