Normalmente a composição clássica de família é feita de pai, filhos e uma hierarquia onde os pais se ´preocupam em suprir materialmente a família, enquanto os filhos por sua vez têm sua tranquilidade para estudar e se preparar para a vida. Esta é, pelo menos, a composição que se considera uma formulação ideal de família e de comportamento familiar, que vem sendo perseguida durante séculos.

No entanto, em primeiro lugar veio a necessidade de engajar os filhos na função de ajudar os pais no suprimento financeiro da família, devido às dificuldades econômicas que começaram a surgir e se avolumar em todos os níveis e regiões. Quando isto aconteceu, alguns destes filhos orgulhosamente conseguiram manter as duas funções, de estudo e de trabalho, mesmo com menos conforto como estava acontecendo até então. Outra parcela destes filhos, resolveu fazer a escolha de trabalhar, porém abrindo mão do estudo, em função de não ter estrutura de suportar as duas funções, por motivos diversos.

Em um primeiro momento esta nova estrutura apenas gerou surpresas diversas e até mesmo revoltas pelo volume de evasão escolar que passou a acontecer. No entanto as coisas foram piorando em vários sentidos inclusive em termos de relações familiares, tanto no que diz respeito á classes econômicas quanto a níveis culturais entre países. Os pais cada vez mais despreparados e filhos cada vez mais sem rumo e sem educação, foram gerando uma geração completamente sem noção de estrutura familiar e da necessidade de preparação para a vida. 

O interesse pelo estudo, como preparação para a vida, foi perdendo importância para uma geração que começou a inverter valores e ter nas máquinas e nos programas eletrônicos mais interesse que na situação familiar ou mesmo na própria situação física e mental. O afastamento da escola e o desinteresse em ajudar os pais no sustento da família, gerou uma nova classificação dos jovens: “os Nem-Nem”! São aqueles que NEM ESTUDAM NEM TRABALHAM.

Logicamente existem casos em que a falta de estudos e trabalho acontecem por restrições involuntárias, causadas por situações sociais ou econômicas, porém o que mais causa tristeza é a quantidade destes jovens classificados como “Nem-Nem”, que estão nesta classe por uma questão de total falta de responsabilidade e por uma deseducação total dividida por pais despreparados e um sistema educacional completamente esfrangalhado como o que temos atualmente em nosso país.

As escolas deixaram de ser atrativas por sua função básica, o estudo, passando a ter em atividades completamente absurdas e abusivas, meios de atração para pessoas fáceis de serem manipuladas. Grupos paralelos passaram a utilizar as escolas para disseminar o comércio de drogas, desviando completamente o comportamento de grande parte de uma geração já bastante carente de uma base familiar. Por outro lado, os jovens já sem aquela base desejada, ao chegar ao ensino médio ou mesmo á faculdade, passaram a ser utilizados por professores que se tornaram defensores de ideologias esquerdistas e se acharam no direito de utilizar a sala de aula como espaço para disseminar estas ideologias.

Não poderia acontecer diferente, com o nível dos estudantes caindo violentamente e a desesperança daqueles que esperavam coisa melhor, fazendo com que a desistência escolar se tornasse uma constante. Novamente, sem o estudo por conta da desistência, vinha a luta pelo emprego nem sempre fácil e por vezes não conseguido, jogando mais jovens na estatística dos Nem-Nem, também por conta desta incapacidade profissional daqueles que deveriam ter a responsabilidade de formar pessoas e infelizmente durante um bom tempo vem destruindo gerações.

Durante TRÊS DÉCADAS batalhei no ensino superior buscando dar o melhor de mim para a formação de gerações de alunos, respeitando acima de tudo o ser humano com suas características pessoais e humanas. Sempre me revoltei ao ter de conviver com supostos professores que tentavam “emprenhar pelo ouvido” os alunos, com ideologias esquerdistas, chegando a mentir em suas aulas, sobre fatos históricos. Pra mim, estes supostos professores também são Nem-Nem, pois Nem tem preparo técnico, Nem tem Caráter para exercer a profissão.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email