10 de abril de 2021

Natura adota embalagem verde para cosmético

A Natura disponibiliza, a partir de outubro, o primeiro produto cosmético com embalagem de polietileno verde da Braskem

A Natura disponibiliza, a partir de outubro, o primeiro produto cosmético com embalagem de polietileno verde da Braskem. A novidade chega nos refis de sabonete cremoso para mãos Natura Erva Doce que serão comercializados nas regiões Norte e Nordeste.
A base para a nova embalagem é o polietileno verde da Braskem, produzido a partir da cana-de-açúcar, fonte renovável, que tem como principal vantagem a redução de emissão de gases causadores do efeito estufa (GEE).
Essa inovação está alinhada com o compromisso da Natura com a sustentabilidade e faz parte das ações da empresa para reduzir em 33% as emissões relativas até 2011 e em 10% as emissões absolutas até 2012. “Estamos buscando reduzir as emissões em todos os nossos processos – da fabricação da embalagem, a formulação dos produtos até a entrega na casa das nossas Consultoras”, afirma Victor Fernandes, diretor de Ciência & Tecnologia, Ideias e Conceitos da Natura.

Emissão de gases

Segundo Victor, com a nova embalagem, a redução efetiva na emissão de GEE é de 71%, se comparada ao plástico convencional. A utilização de polímeros renováveis é uma tecnologia que está em plena evolução. “O impacto gerado por este tipo de plástico é inferior. Por isso, identificamos esta oportunidade de parceria com a Braskem”, completa Victor. O custo não será repassado ao consumidor.
Todas as embalagens Natura que contarem com o polietileno verde em sua produção terão um selo próprio para os consumidores identificarem que aquele plástico emite menos GEE. “As embalagens terão no mínimo 97% de fonte renovável. Estamos atentos para que nossos consumidores e consultores saibam que o produto contém um plástico de fonte renovável”, detalha Guto Pedreira, diretor de unidade de negócios da Natura.

Implantação do plástico verde

A intenção da empresa é estender a utilização do plástico verde neste tipo de refil para todo o País até o fim de 2011, de acordo com a capacidade produtiva da matéria-prima.
“Estamos em constante busca de materiais de baixo impacto ambiental, por isso além desta parceria, serão assinados sete protocolos de intenções com a Braskem que preveem discussões voltadas ao desenvolvimento sustentável das atividades das duas empresas nos âmbitos econômico, ambiental e social”, revela Victor.
O programa de pesquisa da Natura para desenvolvimento de materiais de embalagens com menor impacto ambiental conta com apoio financeiro da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), um parceiro importante no fomento à inovação empresarial no Brasil.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email