Nasser deixa cargo com o sentimento de ter defendido interesses do Estado

José Nasser conclui etapa de 12 anos à frente do Sistema Fieam, período em que sempre esteve atuante em defesa dos interesses da região, sobretudo em relação as questões da economia local.

Com posicionamentos enérgicos em defesa da ZFM, o empresário sempre pautou sua administração numa postura que buscava se antecipar aos problemas, atento aos sinais de ameaça à atividade do Pólo Industrial de Manaus. Em abril deste ano, conjuntamente com as entidades de classe, reivindicou ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, solução para a paralisação da fiscalização nos portos e aeroportos da cidade em função de mais uma greve dos fiscais agropecuários.

Em junho o presidente do Sistema Fieam esteve pessoalmente em Brasília, integrando a comissão de representantes de entidades empresarias do Amazonas, para definir acordo, após entraves entre as partes, de delegar ao Estado, por meio da Sepror (Secretaria de Produção Rural), tarefa de liberar os insumos para o pólo de Manaus, como vem ocorrendo.

Nasser destaca também o irrestrito apoio do setor industrial, por meio da Fieam, aos seus representantes nos poderes Legislativo e Executivo para mostrar ao Congresso Nacional a necessidade da prorrogação dos incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus até 2023.

Com as atenções voltadas para os colaboradores do Sistema Fieam, José Nasser destaca entre as ações desenvolvidas durante a sua administração a implantação em outubro de 2005 do CSC (Centro de Serviços Compartilhados) para gerir a integração das atividades meios da entidades Fieam, Sesi, Senai e IEL.
Para melhor atender o industriário, o Sistema Fieam investiu recursos, na ordem de R$ 6,3 milhões, em reforma e ampliação das unidades da entidade de classe em 2006, com recuperação total das quatro unidades de ensino do Sesi/AM, em Manaus, e da Unidade sete, em Itacoatiara, além das instalações físicas da área de saúde ocupacional, que funciona no anexo da Unidade oito no Distrito Industrial, que recebeu reforma geral.

A capacitação de mão-de-obra para atender as necessidades do mercado empregador ganhou novo impulso, sobretudo para o setor da construção civil, com a inauguração, em 2004, do Ciet/Sesi-Senai (Centro Integrado de Educação do Trabalhador), situado na Avenida Rodrigo Otávio, 510 –Distrito Industrial.

Segundo Nasser, o Sistema Fieam tem se preocupado com a população do Estado do Amazonas, daí a busca por meio de parcerias, em oferecer serviços de qualidade para comunidade de Manaus e do interior.

O empresário destaca a entrega, em julho passado, de três unidades do projeto Sesi Indústria do Conhecimento, instalada em Manaus, Iranduba e Itacoatiara. A unidade local funciona em parceria com a Prefeitura Municipal de Manaus, que inaugurou a biblioteca no complexo de lazer do Parque dos Bilhares, na Avenida Constantino Nery, bairro da Chapada.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email