Não seguir planejamento empresarial gera fracasso

Há um abismo entre o que as empresas devem e querem fazer e o que realmente é feito. E tal cenário está levando as companhias do mundo todo a perder muito dinheiro –US$ 100 milhões para cada US$ 1 bilhão investido, mais precisamente.
Isso é o que mostra a pesquisa Pulse of Profession 2014, produzido pelo PMI (Project Management Institute), divulgada recentemente.
De acordo com o estudo, quase metade (44%) do que as empresas fazem dá errado porque a estratégia definida muitas vezes não é colocada em prática da forma correta. Por se tornarem mal sucedidas, as iniciativas custam mais para as companhias do mundo todo.
Na América Latina esse número é ainda maior que a média global e chega a US$ 116 milhões perdidos para cada US$ 1 bilhão investido.
A pesquisa entrevistou 2.515 pessoas de todo o mundo, sendo 270 da América Latina e concluiu que apenas 47% das empresas entendem plenamente o valor da estratégia organizacional para seus negócios.
A distorção entre o dever e o fazer é menor em empresas que colocam métricas de crescimento, melhoras de resultados e outros índices de desempenho. Entre essas, 69% diminuem riscos e perdem até 12 vezes menos dinheiro do que as organizações sem meta nenhuma.

Projetos fracassados
O estudo aponta que hoje as empresas precisam responder mais rápido às mudanças de mercado e eliminar ineficiência para continuar a crescer –e os gestores sabem que precisam de clientes e outras opiniões externas para, por exemplo, lançar um novo produto.
Ainda assim, na América Latina, 20% dos projetos apresentados são considerados fracassos e apenas 15% são resolvidos de maneira ágil. Os resultados sugerem que as empresas latinas não estão preparadas para as mudanças nas exigências e expectativas dos consumidores.
As companhias latinas também estão atrás da média global em proficiência e maturidade em gerenciamento de projetos e menos da metade de projetos são feitos dentro do prazo e orçamento estipulados. No entanto, 60% cumpriram os objetivos de negócios.
O foco em pessoas, projetos e resultados ainda é, segundo a pesquisa, os três principais seguidos pelas empresas de sucesso, além do alinhamento dos projetos à estratégia da organização.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email