MySpace deve demitir mais funcionários

A News Corp pode demitir mais funcionários que trabalham no site de relacionamentos e entretenimento MySpace, segundo informou o “Wall Street Journal”, mencionando pessoas familiarizadas com o tema.
Caso seja efetuada, será a segunda fase de demissões do site somente nesse ano. Em janeiro, o site cortou metade do seu corpo laboral devido aos prejuízos acumulados desde o crescimento exponencial do Facebook. Nos últimos dois anos, o MySpace cortou 1.200 postos de trabalho.
A empresa também está conversando com outras do segmento tecnológico, com o possível intuito de vender o site.

Crise de usuários

O site de relacionamentos perdeu 10 milhões de usuários únicos entre janeiro e fevereiro deste ano -o que significou uma redução de 73 milhões para 63 milhões, segundo pesquisa da empresa de estatísticas na internet comScore. No mesmo período do ano passado, o número de visitantes únicos era 95 milhões.
Em janeiro, o MySpace anunciou a supressão de 500 postos de trabalho (o que corresponde a 47% de seus efetivos), assim como o fim de várias associações internacionais.
“Hoje, mudanças duras, mas necessárias, foram tomadas a fim de proporcionar à empresa um caminho livre para o crescimento sustentável e a rentabilidade”, afirmou o presidente-executivo da empresa, Mike Jones, em um comunicado.
“A nova estrutura organizacional vai nos permitir avançar com mais agilidade, desenvolver produtos mais rapidamente e atingir uma maior flexibilidade do lado financeiro”, disse Jones.
A informação já havia vazado ontem por meio do blog All Things Digital, do diário econômico “The Wall Street Journal”.

Jogando a toalha

Em novembro, executivo-chefe do site, Mike Jones, declarou que o MySpace não era mais um adversário direto do Facebook dentro da arena de disputa das redes sociais.
“O MySpace não é mais uma rede social. É, agora, um lugar de entretenimento social”, declarou ele, em entrevista televisiva ao jornal britânico “The Telegraph”.
Ele confirmou que o enfoque do site permanece em música e bandas, ambicionando um público cuja faixa etária fica entre 13 e 35 anos.
Um mês antes, o MySpace fez uma reformulação de lay-out que também incluiu a mudança do logo da companhia.
Fundado em 2003, o MySpace chegou a ser a rede social mais popular da internet, com mais de 100 milhões de usuários. O site, no entanto, perdeu espaço com o surgimento do Facebook, em 2008, cuja base de usuários já ultrapassa os 500 milhões.
Questionado sobre como o site se pareceria em 2015, disse que seria “tipo um produto móvel”. O escritório do MySpace no Brasil, inaugurado com alarde no fim de 2007, encerrou as operações no dia 1º de julho de 2009.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email