16 de abril de 2021

Mutirão de aposentadoria apresenta balanço

Dos 445 processos recebidos, técnicos da Manausprev identificaram que um efetivo de 170 servidores têm direito ao benefício e outros 107 tiveram seus processos indeferidos

A Prefeitura de Manaus, por meio da Semed (Secretaria Municipal de Educação) e Manausprev (Fundo Único de Previdência do Município de Manaus), anunciou em entrevista coletiva realizada, ontem, o resultado final do mutirão de concessão das aposentadorias dos trabalhadores da Educação.
Dos 445 processos recebidos, a equipe de técnicos previdenciários do Manausprev identificou que 170 servidores têm direito ao benefício, outros 107 tiveram o processo indeferido, porque o servidor não se enquadrou em nenhuma das onze regras aposentatórias, 46 estão aguardando o parecer da junta médica, 38 solicitaram o cancelamento do processo e retornaram à sala de aula e outros 45 estão definindo por qual regra pretendem se aposentar.
Os demais processos estão com pendências administrativas. O mutirão de concessão dos benefícios foi iniciado no dia 16 de julho e o trabalho foi concluído em 23 dias.
Atualmente, o Manausprev possui 3.107 segurados inativos, dos quais 2.111 são aposentados e 996 são pensionistas.
Com a concessão dos novos benefícios, a folha de pagamento do Manausprev, que hoje está em torno de R$ 5 milhões deverá ter um acréscimo de R$ 230 mil a partir de setembro.
“Consideramos essa ação um sucesso, pois em nenhuma outra administração da Prefeitura de Manaus houve a presteza e o cuidado em tratar as questões que envolvem o servidor municipal.
Essa ação teve um caráter isonômico e buscou imprimir mais agilidade e qualidade no que tange aos processos das aposentadorias”, declarou o subsecretário de gestão educacional da Semed, Gabriel Albuquerque.
O diretor-presidente do Manausprev, Sandro Breval Santiago, fez questão de explicar que todos os processos foram analisados obedecendo aos procedimentos e às rotinas determinadas pelo sistema de gestão da qualidade do Manausprev, que foi o primeiro órgão de previdência do país a garantir a certificação ISO 9001.

Desempenho positivo

“O trabalho foi positivo do ponto de vista de que o servidor obteve a informação. Com os sistemas que dispomos, foi possível simular e mostrar para o servidor quais regras ele se enquadra e quanto tempo ainda resta para que ele ingresse definitivamente na aposentadoria.
Em todo esse procedimento, levamos à cabo a impessoalidade”, assegurou o presidente Sandro.
Diante dos resultados significativos alcançados com o mutirão, Breval anunciou que a Semplad (Secretaria Municipal de Planejamento e Administração) já está fazendo um levantamento junto às demais unidades da prefeitura com o propósito de identificar outros estoques que provavelmente poderão receber o apoio do Manausprev.
“Dentro de dez dias, teremos esse resultado. Daremos prioridade às secretarias com maior contingente de servidores como a Semsa, Semosb e Semulsp. Diante dos números, iremos então avaliar a situação com nossa equipe”, afirmou o presidente. Outro ponto discutido durante a coletiva com os jornalistas foi a redução no tempo de concessão dos benefícios pelo Manausprev.
“A partir do momento em que um processo de aposentadoria chega ao Manausprev, o tempo de concessão do benefício é de no máximo 30 dias podendo chegar a 22 dias úteis para ser concedido.
Até 2005, esse prazo era de mais de um ano. No caso das pensões, a espera já foi de mais de 120 dias e hoje o benefício é concedido num período de apenas sete dias.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email