Mulheres serão beneficiadas com projeto da Brastemp

A Brastemp da Amazônia lançou ontem, o Instituto Consulado da Mulher em Manaus. O objetivo do projeto de cunho social é garantir suporte ao empreendedorismo popular. A iniciativa beneficiará inicialmente cerca de 200 pessoas de cooperativas da cidade. As atividades do instituto terão início no dia 15 deste mês. Serão oferecidas oficinas gratuitas nos âmbitos da arte, cultura, inclusão digital, corpo, mente, além de trabalho e renda.
O público-alvo do projeto são mulheres de baixa renda e pouca escolaridade, visando à promoção de sua autonomia e emancipação. “Escolhemos como foco a mulher após a análise das estatísticas sociais que apontaram a feminização da pobreza e também a desvantagem do sexo feminino nos quesitos saúde, direitos, educação e violência”, explicou a diretora executiva do Instituto Consulado da Mulher, Inês Meneguelli, que também está à frente das outras duas unidades do instituto localizadas em Rio Claro (SP) e em Joinville (SC).

Mas, apesar do nome, 20% das vagas são destinadas aos homens. As pessoas interessadas em participar das atividades precisam ter no mínimo 16 anos. O instituto objetiva atender principalmente pessoas com somente o 1° grau completo e renda per capita de R$ 380. A instituição também dará apoio e encaminhará aos centros especializados as mulheres com problemas emocionais e excluídas socialmente.

Público inicial

Os grupos de empreendedores que participarão das oficinas foram selecionados por meio de um levantamento realizado pela Senaes (Secretaria Nacional de Economia Solidária), que identificou 83 cooperativas em Manaus. “O Consulado da Mulher trabalhará primeiramente com 13 destas cooperativas”, informou Inês Meneguelli.

De acordo com a coordenadora geral do Instituto Consulado da Mulher de Manaus, Dayla Souza, a instituição terá uma sede de referência, que foi construída próxima à sede da Brastemp, na avenida Torquato Tapajós, Colônia Terra Nova. Mas, segundo a coordenadora, o Consulado atuará principalmente junto aos grupos nas comunidades. Nesta primeira fase, o instituto chegará aos bairros Novo Israel; Grande Vitória; Santa Etelvina; São José 1 e 2; Redenção; Japiim; Coroado; Parque São Pedro; Tancredo Neves e Compensa.

“O alicerce do projeto é o voluntariado. Os colaboradores da empresa, as pessoas da comunidade e as instituições como a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos vão contribuir. Todos interessados em compartilhar conhecimentos são convidados a ajudar”, explicou Dayla Souza.

O Consulado da Mulher de Manaus tem como parceiros o Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas) e os grupos Acesso Informática, Puras e Speed Comunicação. A Brastemp da Amazônia é uma das unidades da Whirlpool. A empresa produz condicionadores de ar e forno de microondas das marcas Consul e Brastemp.

Serviço

O Consulado da Mulher
Segunda a sexta-feira
das 9h às 12h e
das 13h às 21h.
Sábado das 9h às 12h e das 13h30 às 17h.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email