Muita música no Make Music Day

Nem a pandemia vai evitar a realização de mais uma edição do Make Music Day, que acontecerá no próximo dia 21, domingo, às 16h Manaus.

O Make Music Day é uma celebração musical que é realizada em todo o planeta, no mesmo dia e horários. O evento foi lançado em 1982, na França, como ‘Festival de Música’, e desde então só se expandiu por vários países. Este ano acontecerá em mais de mil cidades, em 120 países.

“O Make Music Day é o maior evento de engajamento musical do mundo. Serão mais de cinco mil eventos musicais acontecendo num único dia, no planeta. Uma iniciativa gratuita na qual todos podem participar”, falou Rafael Alma, coordenador para a Amazônia do Make Music Day.

Completamente diferente de um típico festival de música, o Make Music Day é aberto a qualquer pessoa que queira participar, apresentando qualquer tipo de música, no estilo que desejar, sejam artistas jovens ou experientes, amadores ou profissionais. Nas edições anteriores os participantes se apresentavam no lugar que quisessem: numa rua movimentada, num parque, numa praça, numa varanda, desde que pudessem compartilhar sua música com amigos, parentes e estranhos, livremente, em shows abertos ao público, mas este ano, devido à pandemia do coronavírus, a organização do evento pede que as apresentações sejam feitas em casa, no quintal, na varanda, na frente da casa.

“Aqui no Brasil, o Make Music Day está sendo organizado pela Anafima (Associação Nacional da Indústria da Música) e mais de 60 cidades terão participantes. Quanto aos demais países, a organização fica por conta da NAMM Fundation, dos Estados Unidos”, informou.

Artistas confirmados

O evento acontece na hora que os participantes quiserem (músicos, produtores e criadores de conteúdos relacionados à música) e por quanto tempo quiserem, de forma a fazer com que artista e público permaneçam conectados através das redes sociais.

“O principal objetivo do projeto é o de unir pessoas que têm amor à música com seu público, em um movimento voluntário global de valorização à música e aos músicos. É uma conexão planetária”, disse Rafael.

O Make Music Day é gratuito, uma mobilização de artistas sem finalidade lucrativa ou de angariar recursos para alguma causa. Todos aqueles que participam o fazem por voluntariado, sem que haja um vínculo profissional ou financeiro.

Vários artistas em todo o Brasil já programaram eventos diversos entre workshops, aulas de instrumentos musicais e apresentações.

“Eu destacaria, já confirmados, o Adriano Mineiro, de Minas; o Kayke Ferreira, de São Paulo; a DJ e produtora musical Carol Vitti, entre muitos outros. Aqui em Manaus não será diferente. Artistas como eu, Raylla Araújo e Luso Neto também estarão no evento”, adiantou.

Para participar do Make Music Day basta se inscrever pelo bit.ly/makemusicbr e a organização conectará o inscrito com a coordenação local, no caso, Rafael Alma. Todos os inscritos poderão participar, sem necessidade de pré-seleção.

O que o participante pode fazer no Make Music Day? Uma live musical; tocar algumas músicas na janela da sua casa, no quintal, na varanda ou embaixo do prédio e ainda por na net; lançar um vídeo musical inédito; dar uma aula de música aberta online; fazer uma transmissão musical caseira ‘tirando’ seu som de forma despretensiosa. Tudo tem o seu valor.

Toda programação enviada será publicada na página do evento no Facebook e no Instagram. O Make Music Day é global e não tem finalidade político partidária e ideológica, portanto, qualquer apresentação que tenha essa intenção, deve ser evitada.

E tudo começou 38 anos atrás

Em 1982 o Ministério da Cultura francês sonhou com a idéia de um novo tipo de musical de férias. Eles imaginaram um dia de música livre, ao vivo, onde qualquer pessoa pudesse participar: ruas movimentadas, esquinas, frentes de lojas, parques, praças, telhados e até topos de montanhas.

E, ao contrário de um típico festival de música, qualquer um e todo mundo poderia participar e tocar músicas ou realizar performances musicais.

O evento inicial teve lugar no solstício de verão, que na Europa começa no dia 21 de junho, e foi chamado de Fête De La Musique (Festival da Música), depois, em inglês, ‘Make Music’.

Rapidamente o sonho se tornou realidade. O Festival cresceu tanto que se tornou um feriado nacional. A França inteira se desliga no solstício de verão e os artistas da música assumem o controle.

Desde que o Festival se internacionalizou e virou Make Music, a média de participação de artistas tem sido em torno de cinco milhões de pessoas pelo mundo tocando algum tipo de instrumento.

Nesses quase 40 anos de existência, o grande show só tem se espalhado através do planeta e atualmente acontece em mais de 120 países.

Contatos com Rafael Alma: 9 9408-9853.      

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email