MTur quer ampliar participação brasileira no turismo internacional

“O Brasil tem ampliado sua presença no turismo mundial e a candidatura brasileira por um assento no Conselho-Executivo da OMT (Organização Mundial do Turismo) simboliza esse novo cenário”. Com essa frase, a ministra do Turismo, Marta Suplicy, manifestou a intenção de ver o país representado na cúpula da organização. Foi durante reunião realizada esta semana, em Seul, com o ministro da Cultura e Turismo da Coréia do Sul, Kim Jong-Min. “O ministro afirmou que apóia a iniciativa”, destacou Marta.
As relações entre Brasil e Coréia do Sul também foram tema do encontro de Marta Suplicy com o ministro sul-coreano. “Decidimos organizar, para 2009, as comemorações dos 50 anos de diplomacia entre as duas nações”, comentou a ministra do Turismo.
Um grupo de trabalho formado por várias instituições brasileiras e sul-coreanas, que se reúne anualmente para discutir questões culturais e de relacionamento bilateral, terá, este ano, a incumbência de preparar o evento.
No encontro, o ministro Kim Jong-Min disse ainda que a Coréia do Sul está construindo uma cidade planejada para ser o centro administrativo do governo. De acordo com ele, Brasília é tida como referência para essa obra. “A nossa nova cidade abrigará 500 mil habitantes”, informou o ministro de Cultura e Turismo.

Cem anos de Niemeyer

A ministra Marta e a embaixadora do Brasil na Coréia do Sul, Celina Assumpção do Valle Pereira, aproveitaram para convidar Kim Jong-Min para participar das comemorações dos cem anos de Oscar Niemeyer –arquiteto que assina a autoria dos principais monumentos de Brasília. O evento será promovido pela embaixada brasileira em Seul.

Companhias coreanas

Os compromissos da ministra do Turismo em Seul incluíram também um encontro com representantes da Korean Air, uma das maiores companhias aéreas da Ásia. Reunida com o vice-presidente de Rotas Americanas, KD Han, e com o vice-presidente-executivo de Gerenciamento de Rotas de Passageiros e de Vendas, YH Jung, a ministra Marta iniciou as negociações para a retomada de três vôos semanais de Seul para São Paulo, via Los Angeles, Estados Unidos. Essa rota está desativada desde 2002.
“Os encontros que tive até agora na Coréia do Sul revelaram o grande interesse que os sul-coreanos têm pelo Brasil. Além disso, o fluxo comercial entre os dois países vem aumentando bastante, o que viabiliza a operacionalização dessa rota. Espero que, num futuro próximo, as companhias aéreas brasileiras também possam voar para Seul”, complementou Marta Suplicy.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email