10 de abril de 2021

MTur lança manual para empreendedores

Cartilha é direcionada a empresários de artesanato, gastronomia e agroindústria com o objetivo de produzirem produtos de qualidade e identidade regional

O Brasil da natureza, do povo, da alegria, do clima, da modernidade e da cultura viva. Cultura expressa pelas mãos dos artesãos, embalada pelas manifestações culturais e alimentada pela culinária típica de um país que se prepara para receber os 500 mil turistas estrangeiros esperados para a Copa do Mundo de 2014. De olho nesse público e na necessidade de agregar maior competitividade aos produtos e serviços turísticos brasileiros, o MTur (Ministério do Turismo), em parceria com o Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e apoio da ACG (Associação de Cultura Gerais), lançará um Manual de Integração de Produção Associada ao Turismo. O objetivo é orientar empreendedores locais das áreas de artesanato, gastronomia, manifestações culturais e agroindústria sobre como diversificar a oferta turística por meio da formatação de novos produtos com qualidade e identidade regional.
“A Copa do mundo será uma grande vitrine para o nosso país. Uma oportunidade de mostrar ao mundo a diversidade da nossa cultura expressa no artesanato, na dança, na comida típica de cada região. Por isso a ideia de criar um manual para orientar nossos empreendedores a produzirem produtos de qualidade, identidade e valor de mercado e divulgar esses produtos. Queremos impressionar o turista que visitará o Brasil, um público exigente, para que ele permaneça por mais tempo e deixe mais divisas no país”, explica a coordenadora-geral de Produção Associada ao Turismo, Ana Cristina Albuquerque.
Segundo pesquisa encomendada pela Embratur, onde foram ouvidas 2,4 mil pessoas de 27 países, 57% dos estrangeiros que visitaram o Brasil desejam voltar para a Copa. A ideia é formatar produtos para fidelizar ainda mais esse turista.
O manual será aplicado em destinos do entorno das cidades-sede da Copa de 2014. Entre os municípios contemplados estão: Novo Airão (AM), Mata de São João (BA), Aquiraz (CE), Rota Norte – Planaltina, Sobradinho e Paranoá (DF), Sabará (MG), Nossa Senhora do Livramento (MT), Gravatá (PE), Campo Largo (PR), Nova Friburgo (RJ), Ceará Mirim (RN), Viamão (RS), Holambra (SP). Os destinos foram indicados pelas Secretarias Estaduais de Turismo e selecionados por técnicos do MTur, que utilizaram como critérios a localização de até 160 km da capital e a existência de produção associada ao turismo relevante e diversificada.
Profissionais locais dos setores cultural e de agronegócios, representantes de agências de viagem, associações de meios de hospedagem e de bares e restaurantes e da área de gestão pública serão indicados pelas Secretarias ou Órgãos de Turismo Municipais e pelas unidades dos Sebrae para participarem de capacitação.
No início do próximo ano, os técnicos de cada destino participarão de workshop e visita técnica a dois destinos referência: Espírito Santo (Boas Práticas em Agronegócios) e Minas Gerais (Boas Práticas em Artesanato e Manifestações Culturais). Ao final da capacitação, os profissionais desenvolverão novos produtos com base no manual, no workshop e na visita técnica. Os produtos serão divulgados em folders de cada destino.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email