Movelarias do Amapá ­recebem consultoria

Com o objetivo de fornecer orientações sobre os danos que as sobras de madeira podem causar ao meio ambiente, o Sebrae no Amapá promove nesta sexta-feira, 19, no Centro de Treinamento da Instituição, em Macapá, a apresentação de diagnóstico resultante das consultorias já realizadas junto às movelarias de Macapá e Santana.

A ação está sendo executada pelo Projeto Arrajo Produtivo Local Madeira Móveis, que nesta nova etapa beneficia 49 movelarias nos municípios de Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Porto Grande.

A primeira fase aconteceu no período de 1º a 27 de agosto e consistiu em coletar, junto aos proprietários e seus funcionários, informações gerais sobre estrutura organizacional, layout, entrada e saída de materiais e fluxo de processo produtivo. A consultoria está sendo realizada pela geógrafa Rosinete Cardoso.

A consultora afirmou que em uma dúzia de madeiras serradas perde-se 30% de seu aproveitamento devido à má utilização das sobras. “Algumas empresas já trabalham na reciclagem desse material, transformando-o em cadeiras, bancos, abajures, almofadas e outros objetos para venda com preços mais acessíveis. Tudo em prol da minimização dos resíduos de produção dentro da movelaria”.

Segundo o gestor do Projeto Madeira Móveis do Sebrae, Joseman Pereira, “na reunião com os moveleiros envolvidos no projeto serão apresentados diagnóstico, plano de trabalho, orientações sobre mudanças e adequações no processo produtivo das empresas”.

As reuniões prosseguem nos de Laranjal do Jarí, no dia 20 de outubro, e Porto Grande, no próximo dia 27.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email