Móveis planejados devem ter acréscimo de até 10%

Impulsionados pelo desempenho positivo do setor imobiliário, comerciantes do segmento de móveis planejados esperam aumento entre 5% e 10% nas vendas deste quadrimestre, em comparação ao percentual registrado no mesmo período de 2006. Os lojistas apostam em novos mostruários e em condições de pagamento facilitadas para atrair potenciais consumidores.
Há nove anos no mercado de móveis planejados da cidade, a Residencial, representante da marca Todeschinni, estima crescimento de 5% entre os meses de setembro e dezembro deste ano, ante igual época de 2006. O fluxo de vendas de janeiro a agosto de 2007 superou em 10% o percentual registrado em igual período do ano anterior.
De acordo com o gerente do setor de marketing da empresa, Otávio Rodrigues, o incremento nos negócios se dá por conta da criação de novas moradias em áreas nobres da cidade.

Quanto custa

Segundo Rodrigues, o trabalho de produção de planejados para um cômodo, custa no mínimo R$ 3.000 e pode chegar a R$ 50 mil, dependendo do poder aquisitivo do cliente. “O preço está de acordo com a alta qualidade que oferecemos. A Residencial comercializa produtos de primeira qualidade e que estão de acordo com o preço de uma decoração de ambiente personalizada”, afirmou.
Segundo Otávio, a empresa traz como novidade para os três meses finais do ano, a linha Málaga, tons mais claros de madeira e adornos decorativos em aço inox ou escovado, acompanhando a tendência de mercado dos eletrodomésticos contemporâneos que já estão em tons de inox. “É como um desfile de moda. As coleções mudam, os mostruários mudam e todos os anos são lançadas novas cores e projetos mais arrojados”, afirmou o gerente.

Busca por novo cliente

Acompanhando o crescimento do setor de móveis planejados, uma das empresas do grupo JLN, a SCA Modulados, antiga JLN Modulados, atuante há cinco anos no segmento, espera crescimento de pelo menos 10% no volume de vendas, no setembro a dezembro deste ano, em relação ao mesmo período de 2006, de acordo com a gerente de marketing da SCA Modulados, Rose Chaves.
Apesar das compras representarem um grande volume monetário, a gerente de marketing contou que a procura ainda é pequena, mas para atingir o público em maiores proporções a loja está oferecendo planos de pagamento que facilitam a vida do consumidor como parcelamentos em até 12 meses, na tentativa de estender os produtos e serviços para outras camadas da população.
Outra loja de modulados que aposta num incremento nas vendas para o último quadrimestre do ano é a Kitchens, empresa do segmento decorativo de ambientes internos e externos. Há 20 anos em Manaus, a marca confirmou que o setor imobiliário é o responsável pelo crescente fluxo de vendas de planejados personalizados.
A gerente comercial do empreendimento, Alessandra Cavalcante Antunes, explicou que a construção de novas habitações reflete diretamente no aumento das vendas, por isso está otimista. Segundo a gerente, o número de clientes é muito pequeno em relação à quantidade de habitantes da cidade, por isso, para aumentar a carteira de clientes, passou a oferecer débito em boleto bancário, parcelado em até dez vezes. “As pessoas geralmente têm medo de entrar na loja, mas não sabem que há formas facilitadas de pagamento”, disse a gerente.
Alessandra Antunes afirmou que o carro-chefe da empresa é a área de cozinha, como o próprio nome e marca já dizem, mas também fornece suporte para outros ambientes como dormitórios, salas, banheiro, piscinas e jardins.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email