Motorhome é opção para viagem de famílias aventureiras

Nesses tempos de pandemia do novo coronavírus e de restrições às viagens internacionais, os motorhomes acabaram se tornando uma opção de lazer seguro para as famílias de espírito mais aventureiro e acabaram incentivando o crescimento de um mercado que já vinha em expansão nos últimos anos.

Localizada em Santa Branca, no interior de São Paulo, a fabricante de motorhomes Estrella Mobil foi fundada em 2017, na esteira do crescimento da procura por essas casas sobre rodas, com camas, cozinha, banheiro e até a possibilidade de instalação de chuveiro.

“O perfil de público está mudando nos últimos anos. Diferente do passado, quando era composto praticamente por aposentados que utilizavam esses veículos para frequentar áreas de campings, hoje os compradores são principalmente casais mais jovens, com idade média de 35 anos, que resolvem mudar de vida e fazer uma viagem de longo prazo”, destaca Júlio Lemos, um dos fundadores da empresa formada em 2017.

Uma explicação para isso é o custo relativamente baixo de um veículo desse tipo. Embora o Rigel das fotos, que é baseado na van Mercedes-Benz Sprinter , tenha um custo inicial de R$ 370 mil, é possível encomendar um motorhome zero km por iniciais R$ 150 mil, que é o caso de uma casa sobre rodas baseada na van Citroën Jumpy . Lemos destaca que o mercado para este tipo de veículo no Brasil ainda é pequeno perto de grandes mercados, de cerca de 500 veículos/ano, enquanto em mercados como os Estados Unidos fabricantes chegam a produzir 60 motorhomes por semana. A Estrella Mobil registrou no ano passado um crescimento de 80% no volume de pedidos, quando foram produzidos 14 motorhomes. A empresa, atualmente com 25 funcionários, espera encerrar 2021 com um percentual de crescimento parecido. Mesmo com a pandemia.

Hilux e SW4 ficam mais caros em janeiro

A Toyota aumentou os preços da picape média Hilux e do SUV SW4

A Toyota aumentou os preços da picape média Hilux e do SUV SW4 em janeiro. A linha 2021, que recebeu importante atualização de estilo no final de novembro, teve seus preços bem reajustados neste início de ano.

A Hilux SR 4×2 AT, por exemplo, ficou R$ 14.600 mais cara, partindo agora de R$ 159.990. Já a versão SRV 4×2 AT parte de R$ 171.690 ante R$ 157.490, tendo alta de R$ 14.200, enquanto a SRV 4×4 AT teve acréscimo de R$ 15.200, pulando de R$ 169.790 para R$ 184.990.

Com motor diesel, que agora é o 1GD atualizado com 204 cavalos e 50,9 kgfm, a Hilux 2021 teve alta de R$ 7.300 na versão SR, que passou de R$ 201.790 para R$ 209.090. Na SRV, o preço agora é de R$ 224.790, ficando assim R$ 7.800 mais alta. Por fim, a SRX alcança R$ 250.690, alta de R$ 8.700. As versões de trabalho também ficaram mais caras.

Já a SW4 está mais distante em preços, subindo R$ 7.300 na SR Flex, que começa agora em R$ 209.690. Já a SRV de sete lugares, pulou de R$ 221.090 para R$ 228.990. Com diesel, a SRX saltou de R$ 309.690 para R$ 320.790, alta de R$ 11.100, enquanto esta versão com sete assentos alcança R$ 326.090, acréscimo de R$ 11.300.

NIO ET7 é novo sedã elétrico para brigar com Model 3

É o quarto modelo da marca associada com a JAC Motors

Ele lembra o Xpeng P7, mas não é um clone desse chinês que já está dando o que falar em proposta na China. Seu nome é NIO ET7, sendo o quarto modelo da marca associada com a JAC Motors, que realiza sua produção em Hefei.

Com preços a partir de 378.000 yuans ou R$ 316.126 numa conversão direta, o ET7 não chega exatamente barato, uma vez que seu preço ficou acima do limite de 300.000 yuans, até onde o governo chinês concede incentivos fiscais para elétricos.

Se você ainda está pensando que este sedã elétrico de 5,098m de comprimento e 3,060m de entre-eixos, está caro, então saiba que este preço aí não faz o carro sequer andar. Isso é porque na China, a NIO tem um programa similar ao do extinto

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email