Existem diversos cursos e milhares de livros acerca de liderança, além de tantas percepções individuais sobre o tema que muitas vezes passamos acreditar em um ponto de vista equivocado, com pouco ou nada de sentido ou bem fora da realidade prática. Nem de longe quero fornecer a verdade absoluta. Nem existe esta possibibilidade. No entanto, os estudo que já fiz, os resultados obtidos na formação e desenvolvimento de líderes me permite afirmar alguns mitos sobre liderança que relacionei para este artigo.

Quando passamos acreditar em mitos como estes, estamos de alguma forma limitando o nosso potencial ou potencial de alguém para exercer a liderança ou ainda deixando de desenvolver habilidades tão importantes por crer não ser possível.

O primeiro diz respeito a frase: “Fulano é um líder nato”. Talvez esta seja uma das frases mais ouvidas quando se trata de liderança. Mas, acredite, não passa de um mito.  Ninguém nasce predisposto a influenciar pessoas e algumas características básicas da liderança podem ser aprimoradas ou até mesmo aprendidas com o tempo.

Não há qualquer estudo que comprove que alguém nasce sem a habilidade de liderar, bem como que alguém nasce líder. A capacidade de ensinar e gerar estratégias, por exemplo, são pontos que podem ser trabalhados e aperfeiçoados em uma pessoa para fortalecer sua liderança, dentre tantos outros comportamentos que comprovadamente são atribuídos para lideranças e são características aprendidas e por tanto dentro das possibilidades de qualquer pessoa para entende-las e pratica-las.

Por outro lado, o respeito às pessoas é um valor que é adquirido na primeira infância – ou seja nos primeiros anos de vida de uma criança. “Mas não é uma questão de genética. É um valor repassado pelos pais ou seus responsáveis” e estes, muitas vezes representam esforço profundo de mudança. No fim das contas sobre o mito que nascemos líderes podemos pensar que “todos podem ser líderes, mas alguns não querem, porque não é fácil”. 

Um outro mito é a posição.  Acreditar que o líder é aquele que ocupa cargos na empresa. Ao contrário do que se pensa, a liderança não é exercida “de cima para baixo” dentro de uma organização. Liderança em nada tem relação direta com cargos ou posições. Ela acontece em todos os níveis, porque é um processo de influência. A liderança não pode ser instituída com um cargo porque ela não é imposta. O líder precisa conquistar a confiança, o respeito, a lealdade e isto não vem de cargo. “Aquele chefe que é respeitado por obediência, e não por influência, na verdade não é um líder”.

Quando confundimos cargo com liderança estamos considerando que pessoas sem uma posição hierárquica não poderia exercer liderança e isto é completamente mito. Quantas pessoas tem mais influência e autoridade em uma empresa do que os presidentes e diretores dela?

Um outro mito que percebo vem do pensamento que o líder é uma pessoa extrovertida. Muita gente confunde exercício de liderança com carisma pessoal. “Muitas vezes as pessoas tímidas e introvertidas são muito mais atentas aos detalhes e muito mais dedicadas. O que interessa, na verdade, é a profundidade técnica e comportamental, ou como temos visto falar, hard skills e softs skills.  Isso também não significa que os mais falantes não possam ser bons líderes, tudo depende do conteúdo da pessoa em suas atitudes diárias.

Quando pensamos em habilidade de comunicar, certamente tem grande peso para um líder que quer tornar clara suas orientações, que quer ensinar com maestria, delegar com precisão e tantas outras janelas que uma boa comunicação abre. No entanto, pessoas introvertidas podem ser excelentes comunicadores e líderes, como pessoas extrovertidas podem até falar demais, mas não são compreendidas que é o princípio básico do processo de comunicação.

Uma forma fácil de entender é que liderança será um conjunto de comportamentos assertivos praticados diariamente e podem ser aprendidos em qualquer fase da vida por qualquer pessoa. Sendo assim, não está relacionado ao nascer líder, nem traços de específicos ou únicos de personalidade, muito menos com posição hierárquica.

O líder é aquele que tem servidores. Você já escutou este outro  mito? A imagem do líder que tem vários subordinados e tem o poder de delegar muitas tarefas pode estar no imaginário de muita gente. Porém, “a relação é justamente inversa, líder é aquele que serve as outras pessoas”.

Bem, fica claro que não existe uma receita para a liderança efetiva. Estudar inúmeros livros com dicas sobre como se tornar um líder efetivo, não fará o menor sentido caso a pessoa em questão não conheça bem o time que ela pretende liderar. Para poder exercer influência sobre alguém, é preciso entender as suas características e é por isto que a liderança varia de acordo com as pessoas e as situações. Que outro mito você pensa agora para compartilhar conosco?

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email