10 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Mitos sobre alimentação na gravidez

Ao anunciar a gravidez, é comum receber os mais variados conselhos. Todos querem auxiliar com dicas, tanto a família como os amigos e conhecidos

Ao anunciar a gravidez, é comum receber os mais variados conselhos. Todos querem auxiliar com dicas, tanto a família como os amigos e conhecidos. Ditos populares como “na gravidez você come por dois” e “comer canjica ajuda na amamentação” são alguns deles. Para não cair em armadilhas ou ficar confusa, a futura mamãe precisa saber diferenciar os mitos da realidade.
É consenso entre os especialistas que a alimentação balanceada e rica em nutrientes durante a gestação contribui fortemente para a boa formação do bebê e também para a saúde e manutenção do peso da gestante. As boas escolhas alimentares ajudam a combater a fadiga, as náuseas –mais comuns no primeiro trimestre – e a azia, mais frequente no terceiro trimestre da gravidez. O ginecologista obstetra costuma prescrever suplementos caso a caso. A suplementação de ácido fólico, inclusive antes de engravidar, é unanimidade entre os médicos, sendo prescrita para evitar má-formação fetal.
De acordo com o nutrólogo consultor da farmácia online Netfarma (http://www.netfarma.com.br), especialista Mohamad Barakat na gestação é necessário consumir, diariamente, os mais variados alimentos, de forma a balancear carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais, entre outros nutrientes essenciais para o organismo do bebê e da mamãe. Na realidade, 100% da alimentação do bebê é fornecido pela ingestão materna. “É fundamental que a gestante tenha um especial cuidado na escolha dos alimentos. Ela deve evitar pratos gordurosos e condimentados, bebidas alcoólicas e refrigerantes e apostar nas frutas e legumes crus e bem higienizados, nas carnes brancas e magras, nas massas com molhos leves como o de tomate, na boa ingestão de água, nos grãos e laticínios desnatados”, afirma o especialista. Porém, ela não deve procurar emagrecer. “A gravidez não é o momento para isso. O ganho de peso deve ser gradual, de em média 11 kg a 13 kg no total”, ele afirma.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email