Misticismo, Noite escura da alma e São João da Cruz

xxxxx

Literatura

São João da Cruz foi o maior poeta que a Espanha já conheceu. Sacerdote e frade Carmelita Descalço, suas obras são lidas e respeitadas inclusive entre os não religiosos. Conhecido também como o Doutor Místico, influenciou grandemente a filosofia cristã com sua direção espiritual e deixou vasta produção literária.

Neste mais recente lançamento da editora Alfaiatar – Misticismo, Noite escura da alma e São João da Cruz – o autor Luis Roberto Antonik apresenta uma análise inédita e profunda dos quarenta versos deste que é considerado o mais importante e instigante poema do santo: Noite escura da alma. Em sua viagem analítica, o autor apresenta um texto agradável e provocador que proporciona ao leitor um mergulho nos mistérios do frade.

O poema foi escrito em 1576 e trata-se de uma metáfora na qual a alma é representada por uma jovem apaixonada à procura do amado. À noite, enquanto a casa dorme, ela foge aproveitando-se do silêncio e da escuridão para se encontrar com o amante. Na alegoria usada pelo santo poeta, a alma deixa o corpo para encontrar-se com Deus. “No início do século XXI, uma jovem que foge de casa às escuras para encontrar-se com um amante é ainda uma experiência dolorosa em termos morais e éticos”, explica Antonik. “No século XVI, não haveria sofrimento maior e dor mais lancinante. Daí o paradoxo contido na metáfora: para encontrar a felicidade suprema e absoluta é preciso passar por renúncia e sofrimento inimagináveis”, finaliza.

Noite escura da alma possui uma similaridade com o livro O peregrino, de John Bunyan, no qual o personagem central “Cristo” é exortado por um guia espiritual chamado Evangelista, que o estimula a deixar sua terra natal, dizendo-lhe que a salvação apenas poderá ser encontrada na Cidade Celestial, conhecida como Monte Sião. Trata-se também de uma jornada com muitas adversidades e sofrimentos, sintetizando o pensamento de que sem sofrimento e renúncia não se encontra a glória e a perfeição.

“São João da Cruz é o Shakespeare da língua hispânica”, diz Antonik, “Várias obras em língua portuguesa exploram o poema, mas nenhuma explica o texto e interpreta as entrelinhas, todas são voltadas para um público de alta erudição; nenhuma até hoje explorou o misticismo católico. Um aspecto interessante dos professores de matemática é o interesse pela filosofia como atividade paralela. Embora não seja religioso, sou altamente influenciado pelo misticismo católico e judaico, já que trabalho há muitos anos numa universidade que pertence a um grupo de Frades Franciscanos (OFm)”, complementa.

A pesquisa para produção da obra levou quatro anos. Antonik, o autor, afirma que a obra de São João da Cruz impacta de forma profunda a sociedade contemporânea. “Todos os dias o homem se humaniza e se torna cada vez mais socialmente responsável. Junto com este fator social, aparece a cultura, a sustentabilidade, a verdade e, sobretudo, a religião”, pontua o autor. “Nunca livros com cunho religioso venderam tanto. O misticismo religioso só pode ser entendido por meio da fé, afinal de que outro modo poderiam explicar determinados acontecimentos religiosos ? Noite escura da alma também revela um lado prático para a vida das pessoas, a perseverança e o treino. Para vencer na vida e até mesmo no mundo dos negócios, é preciso usar muito das técnicas místicas. Aliás, se você examinar a vida dos grandes executivos de sucesso verá que todos eles fazem a mesma coisa: sacrifícios e dedicação, ou seja, são extremamente dedicados ao trabalho, os primeiros a chegar na empresa, os últimos a sair, trabalham todos os dias da semana e sabem de tudo. O misticismo trata disso, sacrifício e dor para alcançar a êxtase do prazer. Um paradoxo, mas é real”, finaliza o autor.

Misticismo, Noite escura da alma e São João da Cruz
Autor: Luis Roberto Antonik
Editora: Alfaiatar
Pág: 118
Preço: R$ 24,00

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email