Ministros do G-20 devem reunir dados de estoques de alimentos

Ministros da agricultura do grupo das 20 maiores economias do mundo (G-20) devem estabelecer nesta semana um banco de dados sobre estoques de alimentos no mundo e chegar a uma acordo para reduzir as barreiras comerciais, de modo a combater a falta de alimentos e a volatilidade dos preços, de acordo com reportagem do Wall Street Journal. Eles se reunirão na quarta e na quinta, em Paris, para discutir a crescente demanda global por alimentos, enquanto a oferta é cada vez mais ameaçada por choques climáticos e intervenções dos governos. A França, em especial, quer combater a volatilidade nos mercados de commodities, plano que tem como prioridade de sua presidência no G-20.
“O ponto de partida foi evitar que o século 21 seja o século da fome”, declarou o ministro da agricultura da França, Bruno Le Maire, na semana passada. “Acreditamos que a comunidade internacional não entenderia se não tomássemos decisões”.
A FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) prevê que o mundo precisará produzir 70% mais alimentos até 2050. Mas espera que o crescimento da produção desacelere para 1,7% ao ano até 2020, ante 2,6% ao ano ao longo da década anterior, de acordo com suas últimas estimativas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email