11 de abril de 2021

Milho Bt traz benefícios à saúde humana e animal, conclui pesquisa de campo

A conclusão faz parte de um estudo científico conduzido pelo Departamento de Meio Ambiente e Saúde Ocu­pacional da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos

Variedades de milho geneticamente modifica­do resistente a insetos-praga (Bt) oferecem benefícios não apenas para os agricultores, mas também para a saúde humana e animal. A conclusão faz parte de um estudo científico condu­zido pelo Departamento de Meio Ambiente e Saúde Ocupacional da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, publicado na edi­ção de fevereiro da revista ISB (Information Systems for Biotechnology).
Pesquisas de campo da instituição revelaram que a adoção do milho Bt reduziu os níveis de micotoxinas no produto, quando comparado ao milho convencional. Micotoxinas são substâncias potencialmente cancerígenas produzidas por fungos que crescem em plantas danificadas por pragas –o que não acontece na versão geneticamente modificada.
No Canadá, onde a pressão da praga conhecida como broca-do-colmo (Ostrinia nubilalis) é grande, os níveis de micotoxinas caíram 59% no milho Bt em relação ao não-Bt. Os testes também foram realizados em la­vouras dos Estados Unidos, França, Itália, Turquia e Argentina.

Resíduos
tóxicos

Quatro desses resí­duos tóxicos dos fungos são mais recorrentes e perigosos: deoxynivalenol, zearalenone, fumonisina e aflatoxina. A fumosina, por exemplo, tem sido associada ao câncer de esôfago em partes da África, América Central e Ásia. As aflatoxinas, por sua vez, multiplicam por dez o risco de câncer em pessoas portadoras de Hepatite B e C. Elas são derivadas do Aspergillus, fungo que contamina o milho armazenado, muito comum no Brasil.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email