Microsoft dá indícios de abandono à marca Nokia

A Microsoft deu mais indícios de que pretende abandonar a marca Nokia após comprar a companhia em setembro do ano passado. No fim da semana passada, a Nokia apresentou em São Paulo sua nova linha de aparelhos Lumia para o mercado da América Latina. O nome do evento? “Lumia And More”, nada de Nokia.
Quando a criadora do Windows se refere à marca é somente como “nova divisão da Microsoft”.
No final do mês de abril, um documento divulgado pelo site NokiaPowerUser indicava que a marca Nokia seria deixada de lado e passaria a se chamar “Microsoft Mobile”.
“Este é o primeiro evento da Microsoft e da Nokia como uma única empresa na América Latina”. Esta frase foi repetida algumas vezes durante o lançamento do Lumia 630 pelo vice-presidente sênior da nova divisão da Microsoft, Anderson Teixeira.
Quando adquiriu a Nokia, a Microsoft comprou o nome Lumia, usado na maioria de seus dispositivos móveis, mas não a marca “Nokia”, que foi licenciada por dez anos. “Não sabemos o que acontecerá com o nome depois deste período”, afirmou Teixeira.
Outro ponto importante ressaltado na apresentação foi que as empresas irão cooperar entre si para oferecer a melhor experiência de uso nos dispositivos móveis.
“O objetivo é trazer tudo de melhor e todos os recursos da Microsoft para criar um ecossistema com todas as capacidades da companhia. A meta é inovar.” Com isso, a Microsoft quer triplicar a participação de mercado do sistema Windows Phone até 2018.
A empresa informou também que procura diferentes alternativas para decidir qual será a marca do futuro.
No entanto, fato é que o fim da Nokia enquanto um forte nome na indústria de telefonia móvel está previsto desde o anúncio da venda para a Microsoft, no ano passado. A marca será usada pelas remanescentes divisões da empresa —para quem não sabe, a companhia ainda mantém negócios que não foram vendidos junto com a divisão de dispositivos móveis.
A empresa ainda detém 10 mil patentes e deve manter o foco no serviço de mapas Here, na sua unidade de infraestrutura de redes e serviços, a NSN, e em seu novo setor de Tecnologias Avançadas, que tem foco em inovação em “tópicos estrategicamente importantes”. Além disso, vale lembrar que a Nokia criou recentemente um fundo de investimento de 100 milhões de dólares para investir em startups de tecnologia com soluções para a criação de carros inteligentes.
Nokia X – Apesar do futuro parcialmente incerto do nome da divisão móvel da Microsoft, a empresa confirmou que trará ao Brasil os smartphones de relativo baixo custo Nokia X, que rodam uma versão modificada do sistema Android, do Google. No entanto, ainda não há preços anunciados nem uma data oficial para o lançamento, apenas um vago “em breve”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email