Micro e pequenas empresas interessadas em inovação tem edital

As micro e pequenas empresas, instaladas no Amazonas, interessadas em desenvolver projetos inovadores vão ganhar, na próxima terça-feira, 12, um bom motivo para crescer e continuar no mercado. O governo, por meio da Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas), em parceria com a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), vai lançar um edital para este fim.
O objetivo do Pappe Integração é selecionar propostas empresariais e financiar – na modalidade subvenção econômica (investimentos não reembolsáveis) – projetos que gerem o desenvolvimento de processos e/ou produtos inovadores no Amazonas.
Os proponentes poderão ser pessoas jurídicas inseridas nos seguintes contextos: empresários individuais, sociedades empresariais e sociedades simples, enquadrados nas categorias de microempresas ou empresas de pequeno porte que realizem, ou se proponham a realizar, atividades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) no Amazonas.
De acordo com a diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olívia Simão, a intenção do governo é aproximar as pesquisas científicas do setor produtivo, das micro e pequenas empresas que atuam no Amazonas. Esse edital oferece financiamento que dá oportunidade ao pequeno empresário de se envolver com a inovação, desmistificando a ideia de que somente as grandes empresas são capazes de investir neste setor, explicou.
Ela ressaltou, ainda, o grande interesse por parte do empresariado amazonense. “Em 2010, a 2ª Mostratec (Mostra de Inovação Tecnológica do Amazonas) reuniu, numa exposição, os projetos financiados pelo Pappe, e novos empresários que visitaram a Mostra se interessaram em participar do programa. A oportunidade é agora”, afirmou.
Para o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect), Odenildo Sena, a modalidade de financiamento do Pappe Integração é a subvenção econômica, ou seja, o projeto é analisado por especialistas e, sendo aprovado, concede-se o valor para custeio.
“Essa é uma parceria muito importante entre Fapeam e Finep, porque o que se tem visto é que, às vezes, as micro e pequenas empresas precisam apenas de uma oportunidade. Estamos conseguindo disseminar, no Amazonas, a cultura do empreendedorismo. Vemos muitos empreendedores entusiasmados em tocar seus negócios criando, inovando, destacou Sena.

Áreas preferenciais

Micro e pequenas empresas de todos os setores podem concorrer ao edital, sendo algumas áreas consideradas prioritárias, dentre elas: artesanato; produtos alimentícios com insumos locais; castanhas; construção naval; fitoterápicos e fitocosméticos; fécula e farinha de mandioca; fibras amazônicas; madeira, móveis e artefatos; polo cerâmico-oleiro; polo de moda; polpa, extratos e concentrados de frutas regionais, etc.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email