25 de junho de 2022

Mês registra primeira captação negativa desde 2005, aponta BC

Os saques das cadernetas de poupança do país superaram os depósitos em R$ 745 milhões em fevereiro, segundo dados do BC (Banco Central).

Os saques das cadernetas de poupança do país superaram os depósitos em R$ 745 milhões em fevereiro, segundo dados do BC (Banco Central). Esse é o primeiro resultado negativo para meses de fevereiro desde 2005.
A captação líquida negativa foi registrada depois de 21 meses seguidos de resultado positivo. Considerando todos os meses do ano, é a primeira perda de recursos desde abril de 2009, quando o resultado estava sendo afetado pela crise econômica daquele ano.
Em janeiro deste ano, a captação líquida positiva (depósitos maiores do que retiradas) foi de R$ 275,071 milhões. Em fevereiro de 2010, o resultado positivo foi de R$ 1,088 bilhão.
No mês passado, os depósitos somaram R$ 95,403 bilhões e as retiradas chegaram a R$ 96,149 bilhões. Os rendimentos da caderneta chegaram a R$ 2,147 bilhões e o saldo ficou em R$ 382,643 bilhões.

Aumento dos gastos

Apesar dessa saída de recursos, em um mês marcado pelo aumento nos gastos com educação, tributos e outras despesas de início de ano, a poupança continua sendo o investimento que mais atrai aplicações no país.
No ano passado, a captação da poupança atingiu o valor recorde de R$ 38,7 bilhões.
O relatório do Banco Central se baseia em dados do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) –que destina recursos ao setor imobiliário– e da poupança rural.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email