Mercado pouco animado com Papa no Brasil

Apesar da estimativa de injeção de R$ 1,2 bilhão na economia brasileira, feita, pelo secretário interino de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo, Sandro Fernandes, a realização da 28.ª JMJ (Jornada Mundial da Juventude), que começou ontem, pouco mexeu com a economia amazonense.
De acordo com o vendedor de artigos religiosos Ivo Oliveira, na loja em que ele trabalha, localizada na avenida Sete de Setembro, a primeira viagem do Papa Francisco ao Brasil não alterou as vendas. Segundo o vendedor, imagens e terços são os produtos mais procurados.
Já o também vendedor Eriban Silva de Araújo afirma que seu estabelecimento, localizado na rua Alexandre Amorim, foi um dos responsáveis pela venda de produtos oficiais da JMJ em Manaus. Segundo ele, houve aumento no movimento, mas a maior parte da procura foi por produtos exclusivos da Jornada, como camisetas, colares e terços. Ele afirma que somente de camisetas, foram vendidas mais de 400 unidades.
“Tivemos vendas maravilhosas de todos os produtos oficiais relacionados à JMJ. A procura foi muito grande e o movimento na loja aumentou bastante”, informou o vendedor.
A organização da JMJ não fornece previsão de faturamento com as vendas de produtos oficiais. Mas com itens que vão de R$ 2 a R$ 150, e considerando que os preços dos mais vendidos estão na faixa dos R$ 30 a R$ 45, é possível estimar algo entre R$ 15 milhões e R$ 21 milhões de faturamento. Os organizadores esperam vender 700 mil itens até o fim da JMJ.
Nas agências de viagens de Manaus, de acordo com os estabelecimentos ouvidos pelo Jornal do Commercio, a procura por passagens aéreas para o Rio de Janeiro também ficaram dentro da normalidade para esta época do ano. Não foram oferecidos pelas agências de Manaus pacotes turísticos específicos para o evento católico.
As autoridades estimam que a cidade do Rio de Janeiro vai receber entre 1,7 e 2 milhões de turistas, 40% deles estrangeiros. Só em hospedagem e alimentação, os gastos dos peregrinos devem somar R$ 660 milhões de reais.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email