Mercado de tecnologia da informação deve oferecer cem mil vagas no país

Enquanto o desemprego predomina em várias áreas da economia, existem vagas so­brando no setor de Tecnologia.

Enquanto o desemprego predomina em várias áreas da economia, existem vagas so­brando no setor de Tecnologia. Segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego, a demanda por profissionais de TI tende a chegar a cem mil ao ano em todo o Brasil. O grande problema, dizem os especialistas, é a falta de qualificação dos profissionais para ocupar os cargos existentes. E não se trata só de Brasil. No Reino Unido, o déficit de profissionais especializados, que era de 4,2% em 2007, passou para 6,8% em 2008.
Com a diversidade tecnológica, a necessidade de mão-de-obra qualificada é fator fundamental para o sucesso dos projetos de TI. Na prática, isso significa que a especialização em áreas ligadas à informática aumenta, e muito, as chances de se conseguir uma boa colocação na carreira.
Para o diretor da New Age Software, Ricardo Aun, para garantir espaço no mercado de TI, hoje o profissional precisa ser completo. Além do “informatiquês”, é funda­mental que o profissional também tenha uma noção global de negócios.
“Nos últimos anos, a evolução da Tecnologia da Informação para a competitividade da economia, obrigou o profissional se tornar especialista não somente em TI, mas ele deve entender também do negócio do cliente para poder prestar um me­lhor atendimento”, garantiu.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email