Melo é diplomado pelo TRE

Governador e vice, Omar Aziz, oito deputados federais e 23 estaduais foram diplomados

Na manhã desta quinta-feira (18), em cerimônia oficial organizada pelo TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas), no auditório Século, zona Oeste de Manaus, o governador reeleito José Melo (PROS), o vice Henrique Oliveira (SDD), o senador Omar Aziz (PSD), oito deputados federais e 24 estaduais foram diplomados nos cargos eletivos. O evento foi presidido pela titular do TRE, desembargadora Socorro Guedes, com a presença do prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), representantes dos três poderes, forças armadas e Polícia.
Socorro Guedes abriu a solenidade de outorga, pre-estabelecendo primeiramente os deputados estaduais e em seguida os deputados federais, suplentes de senador, senador, vice-governador e governador, numa sessão que durou cerca de duas horas. O juiz federal Ricardo Sales, que representou o pleno do TRE, saudou os eleitos em um discurso no qual destacou o papel do poder judiciário ao longo de todo o processo eleitoral. “Este evento é o que encerra o pleito e a tarefa imposta pelo exercício da cidadania por meio do sufrágio universal, tornando aptos para a posse os candidatos que se sagraram vencedores nas eleições. É a chancela expedida pela Justiça Eleitoral certificando a regular eleição do candidato”, explicou Sales.
Durante o evento, o governador José Melo anunciou o cumprimento das metas e dos projetos de desenvolvimento social, econômico e político com os quais se comprometeu durante a campanha, como a implantação do Banco do Povo, contratação de mais médicos especialistas e expansão do Programa Ronda no Bairro, entre outros. Ele fez questão de ressaltar aos jornalistas que seu governo terá cinco pilares de destaque, educação, segurança, saúde, social e desenvolvimento do interior.
“Vencida esta etapa de hoje, agora parto para a formatação de um governo que não é novo, mas vai passar por ajuste fino para cumprimento dessas metas, objetos da campanha. Não haverá uma data para o início das mudanças, que deverão ser implementadas a partir de fevereiro, sempre de forma paulatina, com cuidado e muito zelo. Quem quiser se manter no cargo terá de ter em mente que o nosso governo se volta para a prestação de serviços e terá de ser compromissado com o trabalho, mesmo porque 2015 será um ano difícil para o país e teremos de reduzir os gastos públicos do Estado, a título de economia e reajuste de secretarias”, completou Melo.
Em seu discurso, a presidente do TRE, Socorro Guedes, agradeceu as 35 mil pessoas envolvidas nos trabalhos durante o pleito e pediu aos eleitos o trabalho em prol da construção da sociedade mais justa e humana. Segundo a desembargadora, o ato de diplomação é o início dos esforços de um governo democrático constituído para trabalhar com o povo e para o povo. “Aos que hoje são diplomados, meus sinceros cumprimentos de alegria por não terem esmorecido diante das dificuldades e pela coragem de enfrentar os desafios comuns em todo o processo eleitoral. É árdua a missão do homem público, mas a meta de sempre buscar a realização do exercício do bem comum deve ser mantida. Parabéns pela conquista e boa sorte a todos”, enfatizou.
Os eleitos do Poder Executivo tomarão posse nos respectivos cargos públicos em 1º de janeiro de 2015. Já os do Poder Legislativo serão empossados no dia 1º de fevereiro.

Estaduais
Na cerimônia realizada pelo TRE também houve a diplomação de 23 dos 24 deputados estaduais eleitos e reeleitos que integrarão a 18ª Legislatura da Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas), de 2015 a 2018.
O 24º membro da Aleam, que seria o vereador e deputado eleito Francisco Gomes (PSD), não foi diplomado em razão de decisão judicial da ministra Luciana Lossio, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que aceitou embargo interposto pelo deputado Francisco Souza (PSC) e admitiu o seu registro de candidatura. Com a decisão, a diplomação do último membro do colegiado de deputados estaduais será feita somente quando a questão estiver oficializada.
A diplomação é o último ato formal antes da posse do candidato no cargo para o qual obteve aprovação popular nas urnas. Na sequência dos atos oficiais, os deputados diplomados terão a cerimônia de posse na Assembleia Legislativa, que deverá acontecer no dia 1º de fevereiro de 2015. A 17ª Legislatura se encerra no dia 31 de janeiro.

Avaliação
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Josué Neto (PSD), avaliou as mudanças na composição da Casa, lamentando a saída de alguns membros. Para ele, a Casa está perdendo bons quadros como os deputados Arthur Bisneto (PSDB), Marcos Rotta (PMDB) e Conceição Sampaio (PP), que estão indo para a Câmara Federal, assim como os deputados Marcelo Ramos (PSB) e Marco Antônio Chico Preto (PMN) que disputaram a eleição para o governo.
Por outro lado, o presidente aponta que embora não tenham experiência parlamentar, alguns dos novos deputados têm a maturidade política dos movimentos sindicais e populares.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email