7 de maio de 2021

Dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising) mostram que, em 2019, o mercado de franquias do país teve um crescimento de 6,9% no faturamento em relação a 2018, número seis vezes maior do que o PIB brasileiro, que foi de 1,1%, no período. Mesmo com a pandemia, a previsão da ABF é que o crescimento deste ano, em relação ao ano passado, seja de 8%, com um aumento de 6% na geração de empregos.

De olho nesse crescimento exponencial, a WSI Master Brasil, maior e mais antiga franquia de marketing digital do mundo, com mais de 25 anos de experiência no mercado, resolveu ampliar seus investimentos no Brasil com um modelo de baixo custo.

“O modelo de franquias de baixo custo não é algo muito novo. Há vários anos que o mercado de franquias vem inovando com o surgimento de franquias com custos menores e com rápidos resultados (retorno do investimento)”, explicou Caio Cunha, presidente da WSI Master Brasil, ao Jornal do Commercio.

Um franqueado normalmente paga o seu investimento ao longo de 1,5 a 2 anos. Em algumas franquias isso ocorre em até mais de 2 a 3 anos. Uma franquia de baixo custo normalmente tem um retorno em um ano ou até menos. Assim, a redução pode ser, em alguns casos, até mais de 50% ou 60%.

Os valores das franquias podem variar muito. Tem franquias de menos de R$ 10 mil a R$ 20 mil e outras de mais de R$ 100 mil ou R$ 150 mil. Isso, as franquias de serviços, porque dependendo dos segmentos podem ser muito mais altas.

“Os resultados dos franqueados da WSI, até outubro, apesar desses seis meses de crise que passamos, já recuperaram os mesmos números de igual período do ano anterior e tudo indica que vão crescer bastante esse ano, e novamente ano que vem. Esses resultados são similares há anos anteriores quando, por exemplo, enquanto o mercado de franquias de serviços crescia 8% a 9%, as receitas das franquias de marketing digital cresciam 18%”, revelou.

Empresas precisam inovar sempre

Marketing digital é o conjunto de atividades que uma empresa (ou pessoa) executa online com o objetivo de atrair novos negócios, criar relacionamentos e desenvolver uma identidade de marca.

No caso da WSI, por exemplo, a franquia oferece todo o apoio aos franqueados, com materiais de marketing, treinamentos técnicos e de vendas, e serviços para ajudá-los nas suas entregas. Oferece também toda uma assessoria de acompanhamento profissional ou coaching dos franqueados para ajudá-los a gerar negócios (atrair clientes) e entregar soluções de sucesso. 

“O mundo digital é um mundo novo e aborda também muita tecnologia. Então as empresas precisam inovar sempre e para isso o franqueado passa a ser um conselheiro de negócios para os empresários”, esclareceu Caio.

De acordo com Caio, as boas franqueadoras estão investindo em ajudar os franqueados a terem mais sucesso nos seus negócios. Assim, as franqueadoras compensam a redução de receita na venda de franquias com o crescimento nos royalties que elas recebem em proporção às receitas das franquias, pois elas sabem que se o franqueado tiver mais sucesso ela vai persistir no negócio por muito mais tempo e, consequentemente, renovará também sua franquia quando terminar o prazo de cinco anos do contrato.

“A WSI tem usado muito os franqueados de sucesso para ajudarem as demais franquias com treinamentos e vídeos mostrando como eles conseguiram chegar onde estão hoje. Por exemplo, oferecemos treinamentos contínuos para os franqueados, online e presenciais”, contou.

“Esses treinamentos incluem técnicas de vendas, soluções de marketing digital, gestão de pessoal e equipe de vendas, e muito mais, sempre oferecendo-os por franqueados da WSI, do Brasil e do exterior, que se diferenciam dos demais com seus resultados. Então os franqueados aprendem com profissionais que viveram a mesma experiência que eles e souberam superar as dificuldades que estão enfrentando”, afirmou.

Franquias de baixo custo

Um modelo que começou com a WSI, no Canadá, desde o seu início, há 25 anos, são as franquias de baixo custo, e que agora estão em evidência por conta de as pessoas estarem querendo montar seus próprios negócios.

“Por que não exigem uma estrutura de escritório ou loja, nem compra antecipada de materiais ou estoques. Por isso, o franqueado não é obrigado a um desembolso muito elevado no início da operação, o que facilita a redução do custo da franquia”, falou.

Esse modelo de negócios de baixo custo está acontecendo no mundo todo. Os objetivos com essa estratégia é o de ajudar as franquias a alavancarem seus negócios rapidamente, consolidando a marca no respectivo mercado, e assim os franqueadores vêem seus ganhos sendo gerados através dos resultados recorrentes e de longo prazo dos franqueados.

“O mercado está cada vez mais exigente, e o consumidor busca por serviços de qualidade e que mostrem resultados efetivamente. Logo os preços sempre foram um medidor importante, porém não são o principal. O importante é podermos mostrar ao cliente que o nível do serviço prestado é diferenciado e que vai contribuir para os seus resultados”, finalizou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email