Medidas do Governo reduzem ritmo do setor

O presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Cledorvino Beline, disse ontem que as medidas macroprudenciais do governo federal estão surtindo efeito, já reduziram o ritmo de crescimento do setor. Após reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, Belini disse que o setor crescia dois dígitos e este ano terá avanço de apenas um dígito.
A previsão da Anfavea é que as vendas subam 5% em 2011 ante 2010. “A produção talvez nem chegue a isso”, afirmou. Belini informou ainda que nos primeiros 20 dias de junho houve queda de 5% na venda de automóveis em relação ao mesmo período de maio. Ele, contudo, espera que o resultado seja revertido com as promoções que ocorrem no final de cada mês.
Belini pediu a Mantega que não sejam adotadas novas medidas macroprudenciais e lembrou que o setor automotivo contribui com 23% do PIB (Produto Interno Bruto) industrial e 5% do PIB nacional. “Tudo isso leva a crer que temos que crescer”, encerrou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email