Matrículas para os cursos do Inep crescem 315% , aponta censo

Em 2005, os alunos de EAD (Ensino Superior à Distância) representavam 2,6% do total de estudantes. Em 2006 passaram a ser 4,4%

O ensino superior do país ganha reforço com a expansão e popularização dos cursos on-line. Atualmente são oferecidos por mais de 349 instituições em todo o país e segundo dados divulgados pelo último censo da educação superior pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o número de cursos a distância cresceu significativamente entre 2003 e 2006, algo em torno de 571%, e as matrículas cresceram 315%.

Em 2005, os alunos de EAD (Ensino Superior à Distância) representavam 2,6% do total de estudantes. Em 2006 passaram a ser 4,4%, e em 2003, eram apenas 52 instituições que ofereciam essa modalidade de ensino superior. Esse número saltou para 349 em 2006. Já as matrículas passaram de um total de 49.911 para 207.206.

O censo de educação superior de 2006 ainda revelou aumento na oferta de cursos presenciais de graduação nas IES do país. De 2005 a 2006, o crescimento no número de matrículas nessas instituições girou em torno de 5%.
Segundo o presidente do Inep, Reynaldo Fernandes, o desempenho desses estudantes de EAD é similar, e às vezes até melhor, que o desempenho dos estudantes presenciais. “Não dá mais para se tratar ensino à distância como algo residual”, afirmou.

Fernandes disse que o MEC (Ministério da Educação e Cultura) não esperava um crescimento tão expressivo dos cursos à distância no país. Para ele, o resultado está relacionado ao aumento da credibilidade alcançada nos últimos anos. “O Enade não revela que a educação a distância tem desempenho equiparado a presencial”, enfatizou.

A tendência é que a modalidade popularize-se e seja mais reconhecida nos próximos anos. O Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), por exemplo, mostra que as notas dos cursos à distância não são piores que a dos cursos presenciais e, às vezes, são até maiores. Com isso cresce a credibilidade do público.

Em relação à seriedade, Fernandes assegura que a fiscalização é muito mais rigorosa para os cursos a distância em comparação aos presenciais.

O secretário de Educação a Distância do MEC, Carlos Eduardo Bielschowsky, destacou que os cursos a distância são essenciais para democratização do acesso ao ensino superior, além disso há a possibilidade de ter uma formação mais flexível em termos de disponibilidade de tempo do aluno, porque esse aluno geralmente trabalha.

Opção deve ser por instituição certificada

Primeiramente o interessado deve buscar informações na internet acerca de instituições certificadas e cadastradas no MEC. Em seguida conferir se há disponibilidade de vaga na instituição que oferece o curso pretendido.

Normalmente o cadastro ou matrícula, são feitos pela internet no portal da instituição ou por e-mail e o pagamento das mensalidades é feito por meio de boleto bancário gerado a partir do próprio site. Dependendo de cada instituição, algumas oferecem opções de pagamento à vista, no cartão, parcelado em três ou dez vezes.

Como prevê a base da educação à distância, o contato entre professores e alunos se dá por outros meios. Além da troca de experiência em sala de aula virtual, os estudos podem ocorrer também por meio de teleconferências, troca de e-mails, via webcam, telefone, fax, correspondências entre outras.

Apostilas virtuais

Normalmente as apostilas são virtuais, ou seja, são fornecidas em formato .doc (Word) ou .pdf, assim não há custos extras com livros ou qualquer outro material didático, quando não enviadas pela rede o material chega ao aluno em CD’s ou DVD’s. Todos os estudantes recebem manuais sobre as ferramentas a serem utilizadas, vídeos que fazem parte das tarefas do curso e todo o suporte que possibilita o uso dos recursos proporcionados pelo curso on-line. Cada instituição de ensino oferece um professor-tutor para acompanhar uma turma durante todo o curso, para tirar dúvidas, esclarecer assuntos e mediar debates.

No Amazonas, as únicas IES (Instituição de Ensino Superior) credenciadas pelo MEC para oferecer cur

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email