Mantenha sua empregabilidade em alta

Ser capaz de buscar, por iniciativa própria, capacitação e aprimoramento profissional na área de atuação, tornou-se um diferencial ou melhor, um requisito de extrema relevância, para o sucesso na carreira profissional.

Para se autodesenvolver, o primeiro passo é se conhecer. Ao se conhecer, o indivíduo identifica e entende o que é preciso para conseguir superar seus limites e desenvolver novas habilidades de forma autêntica.

O autoconhecimento faz com que você evolua e aprenda a progredir todos os dias. Esse processo constante é chamado de autodesenvolvimento e, ao longo do tempo, faz com que as pessoas fiquem mais adaptáveis à mudanças, construam mais foco nos objetivos menores e maiores, criem mais capacidade para lidar com os mais variados desafios diários e ampliem o potencial ao máximo para despertar o que há de melhor em si mesmo.

A competência do autodesenvolvimento implica numa acentuada capacidade motivacional de buscar informações e conhecimentos, de estudar e raciocinar sobre as informações existentes, de ser crítico e seletivo frente a grande quantidade de informações disponíveis sobre um referido assunto e ser capaz de forma a sua própria opinião sobre um assunto.

Possuir uma curiosidade natural faz você descobrir fatos novos e buscar por sair da zona de conforto e o exercício constante do autodesenvolvimento reflete de maneira positiva no sucesso das organizações (e o que elas esperam dos profissionais). Por trazer essa capacidade de analisar e se adaptar às exigências e mudanças, o conceito traz o comprometimento e a busca por resultados excelentes. Com o tempo, os profissionais que aderem à prática se envolvem com tarefas que possuem significados importantes para as próprias vidas.

Analise-se constantemente

Tenha sempre em mente o que você quer para sua vida e se os seus anseios estão alinhados com o mundo a seu redor. Lembre-se que o ser humano está em constante mudança, então faça isso constantemente.

Comprometa-se consigo mesmo

Qualquer melhor recursos que se tenha, não terá valor se a pessoa envolvida não estiver comprometida consigo e com seu desenvolvimento.

No autodesenvolvimento cada indivíduo assume a responsabilidade pela sua evolução, adota uma postura voltada à aprendizagem continuada. Isso implica no compromisso de uma pessoa para pensar e decidir por si mesma sobre seu futuro profissional. E não é apenas para novos assuntos: é sinônimo de investir em si mesmo, buscando sempre uma forma de aprimorar o que já se sabe, é uma busca de melhoria constante, de aprendizado contínuo.

Para tanto, é necessário possuir iniciativa, persistência, automotivação e disciplina.

Observe pessoas que você admira

Quem são as pessoas que inspiram você a ser uma pessoa melhor? Essas pessoas podem servir como referência para você.

Seja criativo

Se você quer ser diferente, então faça diferente. Ter alguém que você admira e se sente inspirado, é excelente! Mas não se deixe levar pelo desejo de copiar – o mercado enxerga isso e não se torna positivo para sua carreira.

Alguns recursos que contribuem para o autodesenvolvimento

Neste período de COVID-19 temos visto muitas ótimas lives com profissionais gabaritados. Aproveite essa oportunidade gratuita de ter acesso a tais pessoas e conhecimentos. Assista com um caderninho ao lado e vá anotando os pontos interessantes.

Também temos livros, revistas e sites especializados, participação em grupo de discussão, cursos, palestras, seminários e feiras especializadas são alguns ótimos recursos. Inclusive a leitura, que é tão rica em todos os aspectos, tem se perdido em muitos profissionais. Que tal desenvolver também esta competência?

Filmes, notícias impressas ou jornais de televisão também são opções. Contato ou proximidade com especialistas de sua área de atuação, bem como colegas de trabalhos experientes podem ser de grande valia para o seu autodesenvolvimento.

Não está conseguindo sozinho?

Hoje em dia existem os coaches de carreira, que são profissionais que podem apoiar você nisso. Importante é que você escolha por um bom profissional, que o ajude no alcance dos seus objetivos, seja com melhoria de performance ou com alcance de metas.

Muitos profissionais culpam a empresa, os chefes, os colegas, o governo, o universo pela falta de oportunidade em suas carreiras. Outros vivem reclamando por não conseguir atingir o sucesso profissional. Mas reflita: de que forma você consegue se autodesenvolver e chegar cada dia mais perto do seu objetivo?

Não espere seu sucesso ocorrer por acaso ou por doação de alguém. Mãos à obra!

Boa semana! Fiquem com Deus!

*Paula Pedrosa é Diretora Executiva, Headhunter e Coach de Carreira da Paulo Pedrosa Headhunter & Associados. Colunista de carreira, mercado e imagem corporativa do Jornal do Commercio.

Fonte: Paula Pedrosa

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email